Tratamento Acupuntura

Imprimir Por Administrador 12/11/2007

MENSAGEM PARA 2014

Prezado (a) Amigo (a), como vai?
Chamo-me RODOLFO CORREA LIMA e sou Presidente do CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas S/C Ltda.
Faço um convite para que venha conhecer nossa empresa.




Saiba mais, clique no link


A História da China reconhece períodos em que a acupuntura floresceu e outros em que estacionou. Cronologicamente, os períodos mais significativos foram:

  • 5.000 a.C. – Nei Ching;
  • 206-220 d.C. – apenas 1 ou 2 pontos eram usados de cada vez;
  • 960-1279 – foi construído um modelo humano de bronze, em tamanho natural, com todos os pontos de acupuntura perfurados. Preconiza-se o diagnóstico do pulso sobre a artéria radial;
  • 1644-1911 - declínio da acupuntura;
  • 1951 - a República Popular da China reconhece a acupuntura oficialmente, colocando-a em pé de igualdade com a medicina ocidental.

No ocidente, a acupuntura só foi conhecida por volta de 1650. Até 1806, 140 autores já haviam tratado do assunto, mas nenhuma agulha havia sido utilizada. Foi somente em 1934 que foi dado, na França, o impulso definitivo na divulgação e aplicação de acupuntura. No Brasil, ela foi introduzida pelo prof. Frederico Yohan Speth, por volta dos anos 50.

A palavra acupuntura deriva do latim ACUS (agulha) e PUNCTURA (punção). É um método terapêutico, que consiste na punção com pequenas e sólidas agulhas, em pontos específicos do corpo para melhorar a saúde, diminuir a dor ou modificar o estado geral do cliente. Inicialmente essa terapêutica era feita por meio de pedras pontiagudas introduzidas na pele. Posteriormente, os metais passaram a ser utilizados na acupuntura. Assim, houve a época do cobre, do ouro, da prata, da platina e finalmente do aço inoxidável usados na fabricação das agulhas.

Acupuntura

Trabalhando com agulhas de
acupuntura descartáveis.

Acupuntura

O terapeuta holístico e
Diretor/Presidente do Cecth
Rodolfo Correa Lima,
trabalhando com agulhas
de acupuntura descartáveis.

Acupuntura

Aplicação de agulhas no cliente.

A acupuntura, agindo num plano energético, utiliza pontos sensíveis da pele, pelos quais se transmitem os estímulos, por linhas ao longo do corpo, denominadas meridianos. As punções atuam sobre o órgão relacionado com o meridiano, direcionando a energia ki ou energia vital, reequilibrando o campo energético do organismo. Um tratamento pela acupuntura obedece aos seguintes passos:

  1. Anamnese subjetiva e objetiva e preenchimento de uma ficha, para biotipar o cliente;
  2. Exame tradicional (auscultação, palpação, exame visual, etc.);
  3. Palpação acupuntural: palpação nos pontos de assentimento, paralelos à coluna vertebral;
  4. Tomada de pulso para verificar os órgãos que não se encontram com sua capacidade energética nivelada;
  5. Determinação do tipo de manobra a ser realizada (tonificação, sedação, dispersão ou energetização);
  6. Determinação dos pontos a serem ativados;
  7. Punção das agulhas, a profundidade, o número de aplicações, e o tempo que as agulhas devem permanecer durante cada sessão, estarão na dependência do caso específico de cada cliente.

Os acupunturistas não fazem diagnóstico pelo modelo ocidental e também não prescrevem medicamentos alopáticos, utilizando parâmetros ocidentais. Para a Acupuntura e as terapias orientais, que se ocupam da promoção da saúde e bem estar do cliente, é fundamental a visão de que não é apenas o desequilíbrio energético que precisa ser tratado e sim o cliente como um todo.

MERIDIANOS PRINCIPAIS

SÍMBOLO

Nº PONTOS

Meridiano dos pulmões

P

11

Meridiano do intestino grosso

IG

20

Meridiano do Estômago

E

45

Meridiano do Baço-Pâncreas

BP

21

Meridiano do Coração

C

9

Meridiano do Intestino Delgado

ID

19

Meridiano da Bexiga

B

67

Meridiano dos Rins

R

27

Meridiano da Circulação-Sexo

CS

9

Meridiano do Triplo Aquecedor

TA

23

Meridiano da Vesícula Biliar

VB

44

Meridiano do Fígado

F

14

MERIDIANOS EXTRAS

Meridiano do Vaso da Concepção

VC

24

Meridiano do Vaso Governador

VG

28

MADEIRA

FOGO

TERRA

METAL

ÁGUA

ÓRGÃO

Olhos

Lingua

Boca

Nariz

Ouvidos

ÓRGÃO

F

C

BP

P

R

VÍSCERA

VB

ID

E

IG

B

SENTIDO

Visão

Fala

Gustação

Olfato

Audição

TECIDO

Músculo

Vascular

Conjuntivo

Pele e Pêlos

Osso

SECREÇÃO

Lágrima

Suor

Saliva

Catarro

Urina

EXPRESSÃO

Grito

Riso

Canto

Pranto

Suspiro/gemido

SENTIMENTO

Reatividade

Alegria

Reflexão 

Ansiedade

Med

PSIQUISMO

Espírito

Vitalidade

Idéias

Subconsciente

Vontade

DIREÇÃO

Leste

Sul

Centro

Oeste

Norte

ESTAÇÃO

Primavera

Verão

Início e fim
de verão

Outono

Inverno

CLIMA

Vento

Calor

Umidade

Secura

Frio

COR

Verde

Vermelho

Amarelo

Branco

Escuro
preto

SABOR

Azedo

Amargo

Adocicado

Picante
apimentado

Salgado

ODOR

Rançoso

Queimado

Perfumado

Cárneo

Pútrido

CARNE

Frango

Carneiro

Boi

Cavalo

Porco

Acupuntura

Localização do ponto de
acupuntura auricular com
auxílio de um Sensibilizador.

Acupuntura

Aplicação de agulha auricular
no ponto reconhecido
anteriormente.

Acupuntura

Acupuntura térmica com auxílio
da queima de artemísia na
cabeça da agulha.

YIN E YANG

A unidade Ki ou Chi manifesta-se em dois aspectos opostos e complementares: Yin e Yang, sendo que se pode dizer que Yin é o princípio negativo e Yang o positivo.

Para que haja a saúde física e mental é necessário que exista perfeito equilíbrio e harmonia do fluxo de energia no organismo, pois o bloqueio dessa energia é o primeiro estágio para se desenvolvimento de doenças.

Qualquer ser vivo, fenômeno, objeto, etc., ocorre da inter-relação constante de Yin e Yang. A diversificação da unidade é constituída pela manifestação desses dois aspectos antagônicos de energia, que formam um infinito de combinações e constituem o universo.

A vida desenrola-se dentro de um equilíbrio psico-bio-energético, de acordo com as leis da natureza e suas manifestações energéticas, dentro da polaridade Yin e Yang. Sendo que esta oposição energética serve para os orientais como base para sua filosofia e terapêutica.

Podemos citar como exemplos da polaridade de Yang e Yin na natureza:

  • O céu forma-se pela acumulação de Yang. A terra por acumulação de Yin;
  • Yin está sempre calmo. Yang sempre agitado;
  • Yang se transforma em energia. Yin para criar vida natural.
  • O sol e as estrelas são Yang. A lua e os planetas são Yin.

Yin e Yang
Tao: Yin e Yang

Podemos apresentar alguns dos diversos aspectos antagônicos de Yang e Yin, conforme as obras de Mann, Oshawa, Beau e Worsley.

Yang

Yin

Sol

Lua

Quente

Frio

Macho

Fêmea

Ativo

Passivo

Duro

Mole

Número Ímpar

Número par

Primavera e verão

Outono e primavera

Luz

Escuridão

Leve

Pesado

Sistema Nervoso Simpático

Sistema Nervoso Parassimpático

Fogo

Água

Costas

Abdomen

Febril

Frio

Agudo

Crônico

Centrípeto

Centrífugo

Vermelho

Roxo

Salgado

Amargo

ALGUNS PRINCÍPIOS E TEOREMAS SOBRE YIN E YANG
  • Todas as coisas são diferentes manifestações da unidade infinita.
  • Nada é estático, tudo muda;
  • Todos os antagônicos são complementares;
  • Não há dois entes iguais;
  • Tudo que tem verso, tem reverso;
  • Tudo que tem começo, tem fim;
  • Quanto maior o verso, maior o reverso;
  • Yin e Yang surgem continuamente da pura expansão infinita;
  • Yin e Yang produzem energia;
  • Yin atrai Yang e vice-versa;
  • Yin repele Yin. Yang repele Yang;
  • A força de atração e repulsão entre as coisas é diretamente proporcional à diferença de seus componentes Yin e Yang;
  • Todo fenômeno é produzido por Yin e Yang em combinações, em variadas proporções;
  • Nada é exclusivamente Yin e Yang, tudo encerra polaridade;
  • No extremo, Yin produz Yang e Yang produz Yin.
MERIDIANOS

Sabemos que os orientais defendem a teoria da existência de energia, Ki ou Chi, existindo assim o MACROCOSMO (Universo), e o MICROCOSMO (homem), além da existência de duas forças opostas, Yin e Yang, que se complementam.

Dentro desta teoria, o homem está com os pés na terra e as mãos para o céu. A terra é Yin e o céu é Yang. Os meridianos Yang são do céu e vão para a terra e os meridianos Yin são da terra e vão para o céu.

Energia Yin elevando-se da terra para o céu, pela frente do corpo.

Acupuntura

Energia Yang descendo do céu para a terra, pelo dorso do corpo.

Como estas duas tendências são opostas e complementares, atraindo-se, o homem é um transformador de energias do céu e da terra. A energia Yang do céu percorre o homem, pelo plano dorsal, e busca a terra. A energia Yin da terra percorre o homem, pelo plano ventral, e busca o céu.

Os caminhos ou linhas por onde passam a energia Ki são chamados de MERIDIANOS (a energia KI desloca-se ao nível subcutâneo, cujas linhas preferências são denominadas meridianos). Nestes canais imateriais condutores de energia diferenciada em variadas combinações de Yang e Yin, os fluxos de energia se intercambiam alternadamente um sistema responsável pela defesa, regulação e ressonância do organismo em relação às influências cósmicas. Saúde implica, em primeiro lugar, na circulação adequada da energia vital através dos meridianos.

Para visualizarmos melhor, vamos comparar este sistema com os metrôs urbanos subterrâneos. Os pontos de shiatsu são como as estações de embarque de passageiros que se ligam à superfície.

Os meridianos seriam as linhas ou trilhos por onde passa o fluxo eletromagnético, ou energia Ki.

No corpo humano existem vários tipos de meridianos, de acordo com a função que desempenham. Cada meridiano é formado por um número de pontos que transmitem a energia em sentido e ordem sempre constantes. Existem 59 meridianos para conduzir a energia pelo corpo. Desses, 14 meridianos são considerados importantes, sendo 12 principais e 2 extras, ou maravilhosos; os outros destituídos de pontos próprios, são chamados de meridianos virtuais, somente se manifestando nos estados patológicos, e os meridianos de ligação, chamados de vasos secundários.

Os 12 meridianos principais são pares e simétricos bilaterais, responsáveis pelo funcionamento dos “órgãos primários”. Os 2 outros meridianos são ímpares, passam verticalmente pelo centro do corpo e têm como função regular o fluxo de energia Ki dos outros 12 meridianos.

MERIDIANOS PRINCIPAIS

SÍMBOLO

Nº PONTOS

Meridiano dos pulmões

P

11

Meridiano do intestino grosso

IG

20

Meridiano do Estômago

E

45

Meridiano do Baço-Pâncreas

BP

21

Meridiano do Coração

C

9

Meridiano do Intestino Delgado

ID

19

Meridiano da Bexiga

B

67

Meridiano dos Rins

R

27

Meridiano da Circulação-Sexo

CS

9

Meridiano do Triplo Aquecedor

TA

23

Meridiano da Vesícula Biliar

VB

44

Meridiano do Fígado

F

14

MERIDIANOS EXTRAS

Meridiano do Vaso da Concepção

VC

24

Meridiano do Vaso Governador

VG

28

MERIDIANO DO PULMÃO

Símbolo: P
Pontos: 11
Energia: YIN
Elemento: Metal.

Função: É de natureza Yin e apresenta-se acoplado ao meridiano do Intestino Grosso que é Yang. Recebe energia do meridiano do Fígado e a transmite ao meridiano do Intestino Grosso. Comanda os Pulmões, as vias aéreas e a pele. Corresponde as funções orgânicas do aparelho respiratório tais como: absorção, distribuição e eliminação de substâncias gasosas. Atua sobre todos os distúrbios respiratórios. Relaciona-se com angústia e o pranto.

Filtra tristeza, melancolia, nostalgia, mágoa. Os Pulmões governam o Ki. Eles o recebem, transformam e distribuem pelo corpo; até a pele, para defesa, através dos meridianos para nutrir e energizar todas as partes, e para baixo, para os outros órgãos, principalmente os Rins, onde o Ki pós-natal extra se acumula em nossas reservas.

AcupunturaSe os Pulmões estão fracos, eles não conseguem suprir Ki suficiente para a pele; as diferenças climáticas podem, assim, invadir o corpo pelos poros. Segundo a medicina oriental, é assim que “pegamos” resfriados, gripes e febres e ficamos com torcicolo por causa das correntes de ar. Fraqueza crônica dos pulmões geralmente produz cansaço, falta de ar e palidez. Se os Pulmões não podem fazer circular o Ki, ele fica acumulado, causando tosse e asma.

Outros sintomas do Pulmão podem necessitar de tratamento em mais de um meridiano; por exemplo, tosse seca, garganta irritada e pele seca geralmente exigem trabalho no meridiano dos Rins, também.

Sinais patológicos: Sensação de inchaço e de opressão torácica. Dores na cavidade subclavicular, respiração rápida, ruidosa e superficial, tosse, palmas das mãos quentes, coriza com micções pouco abundantes, mas freqüentes, garganta inchada e dolorida, dores nas escápulas e nas costas, dores que seguem o trajeto do meridiano no braço.

Trajeto: Começa entre as 1ª e 2ª costelas, a 8 dedos do esterno, sobe até o ombro e desce pela face anterior do braço, cruza a dobra do cotovelo lateralmente ao tendão do bíceps, segue pelo antebraço sobre o rádio e a artéria radial do pulso, entra na mão pela eminência tênar e termina no angula ungueal lateral do polegar.

MERIDIANO DO INTESTINO GROSSO

Símbolo: IG
Pontos: 20
Energia: YANG
Elemento: Metal

Função: Este meridiano é acoplado ao meridiano do Pulmão, recebe energia deste meridiano transmitindo-a ao meridiano do Estômago. Comanda o Intestino Grosso e suas funções de eliminação de resíduos pesados e absorção de líquidos. Atua nos desequilíbrios energéticos da parte superior do corpo de parte superior do corpo. Relaciona-se com a tensão emocional.

Os Intestinos Grosso e Delgado filtram a emotividade, instabilidade emocional, sensibilidade não canalizada.

O Intestino Grosso recebe o resto dos alimentos e da bebida do Intestino Delgado, absorve mais fluidos e elimina os resíduos. Ele pode sofrer um desequilíbrio devido a dietas inadequadas, doença aguda, fraqueza ou preocupação, embora o melhor tratamento para isso seja indireto, através de um meridiano relacionado, ao invés do próprio meridiano do Intestino Grosso.

AcupunturaPor exemplo, muitos problemas intestinais respondem melhor ao tratamento dos meridianos dos Pulmões, dos Rins, do Baço-Pâncreas ou do Estômago. Se o problema for gerado por preocupação, ou prisão de ventre gerada por fraqueza ou falta de ar, trate os Pulmões. Pessoas fracas geralmente são propensas a vários desconfortos abdominais, tais como intestino desarranjado, diarréia, gases e distensões. Nestes casos trate o B aço, que controla a transformação de fluidos.

Trate o meridiano do Intestino Grosso, se o problema for dor no ombro ou cotovelo, ou bloqueio e dor nos órgãos sensoriais, incluindo congestão nasal, sinusite e dor de dente. Trabalhe, neste meridiano do cotovelo até a mão, se houver um caso de prisão de ventre gerada por calor ou febre.

Sinais patológicos: Odontalgias da mandíbula, garganta inchada e dolorida, sangramento nasal, boca seca, conjuntivas amarelas, pescoço inchado, dores e embaraço da motricidade da linha anterior dos extensores do braço e da escápula.

Trajeto: Começa no ângulo ungueal lateral do indicador, sobe pela lateral do dedo passando pelo ângulo dorsal do indicador e polegar, corre pelo antebraço até o ângulo externo do cotovelo, segue reto até a ponta do ombro, corre pelo alto do ombro e sobe pela lateral do pescoço até o maxilar, corta diagonalmente a face ao lado da asa do nariz.

MERIDIANO DO ESTÔMAGO

Símbolo: E
Pontos: 45
Energia: YANG
Elemento: Terra

Função: O meridiano do Estômago recebe energia do meridiano do Intestino Grosso, transmitindo-a ao meridiano do Baço-Pâncreas. Comanda o estômago e o duodeno com suas funções digestivas e transformadoras dos alimentos. Atua sobre o psiquismo e as moléstias da parte frontal do tórax. Relaciona-se com o pensamento, idéias e a concentração mental.

AcupunturaFiltra ansiedade nervosa, preocupação, sistema nervosa em geral. O Estômago e o Baço são responsáveis pela digestão, sendo considerados e tratados em conjunto. O Ki dos alimentos é à base do sangue e do Ki do corpo, por isso é importante fortalecer os dois órgãos em qualquer doença crônica.

O Estômago sofre mais com a secura e o calor. Ele “gosta” de umidade. Se seus fluidos estiverem deficitários, a digestão será afetada. A boca fica seca e os lábios ressecam. O Estômago direciona o Ki para baixo. Perturbado, o Ki flui para cima e causa náusea, vômitos ou dor de cabeça.

Sinais patológicos: Hipertermia e transpiração, sangramento nasal, borbulhas nos lábios, boca entortada, cefaléia, garganta inchada e dolorosa, pescoço inchado, convulsões de pavor, manias, região epigástrica inchada, gases intestinais, dores ou dificuldades nos movimentos na virilha e na parte antero-lateral da perna, do dorso do pé e do 3º artelho.

Trajeto: Começa na pálpebra inferior entre o globo ocular e a borda do osso infra-orbital, na linha vertical da pupila (conforme o mapa de Juracy Cançado, começa na lateral da testa), desce a linha posterior da face até o canto da mandíbula e contorna até o meio do maxilar, mergulha para reaparecer abaixo da órbita inferior e retorna ao meio do maxilar, desce pelo lado da carótida até a clavícula, daí corre no sentido do ombro até a linha vertical do mamilo, desce verticalmente, passando sobre o mamilo até o final da caixa torácica, fechando em direção ao centro do corpo, descendo reto a 3 dedos do vaso da concepção até a virilha, se projeta pela região antero-lateral da coxa e da perna, lateralmente a tíbia, atravessa o dorso do pé e termina no ângulo ungueal lateral do 2º artelho.

MERIDIANO DO BAÇO-PÂNCREAS

Símbolo: BP
Pontos: 21
Energia: YIN
Elemento: Terra

Função: Este meridiano apresenta-se acoplado ao meridiano do Estômago. Recebe a energia do meridiano do Estômago e transmite-a ao meridiano do Coração. Comanda o Baço com sua função reguladora sobre o sangue e o pâncreas com sua função reguladora sobre as reservas de glicogênio. Atua sobre o aparelho genital, hormônios sexuais, indisposição geral e desequilíbrios energéticos da parte central do corpo. Relaciona-se com o desenvolvimento mental e intelectual.

AcupunturaFiltra traumas, choque emocional, ciúmes. As funções principais do Baço são transformar e transportar. Ele transforma o alimento e transmite o Ki nutriente para órgãos, músculos e membros; também para o Coração e os Pulmões, como base para o Ki e para o sangue. O seu Yang Ki, quente, também transforma os fluidos do corpo. O Baço gosta de secura e detesta umidade. Alimentos frios ou bebidas geladas em excesso podem enfraquecê-lo. Os sintomas são falta de apetite e má digestão, cansaço, musculatura fraca, membros pesados, intestinos desarranjados ou diarréia e inchaço do abdômen.

O Ki do Baço também “estanca o sangue”, impedindo a hemorragia, e “segura” os órgãos. Hematomas, varizes e todas as formas de prolapsos (saída de um órgão, ou de parte dele, do local) são sintomas de fraqueza do baço.

Sinais patológicos: Língua rígida, vômitos após refeições, numerosos arrotos, fraqueza física, sensação de corpo pesado, dificuldades para engolir, abdômen inchado e dolorido, diarréia, icterícia, sensação de frio na parte interna do membro inferior e dores ao mover o artelho grosso.

Trajeto: Começa no ângulo ungueal interno do dedão, corre pela face interna do pé, passa pela frente do maléolo interno e sobe a perna pela borda posterior da tíbia, continua pela coxa até a virilha, sobe pelo abdômen no sentido da axila onde desce para o centro da lateral do tronco, terminando um pouco abaixo da linha horizontal do mamilo.

MERIDIANO DO CORAÇÃO

Símbolo: C
Pontos: 9
Energia: YIN
Elemento: Fogo

Função: Este meridiano é de natureza Yin, apresenta-se acoplado ao meridiano do Intestino Delgado, que é Yang. Recebe energia do meridiano do Baço-Pâncreas. Comanda o órgão cardíaco e a pressão sanguínea. Atua sobre a energia psíquica e os distúrbios do coração. Relaciona-se com o riso e o prazer.
Filtra angústia, mágoa, amargura.

A força de nossa constituição depende do Coração e dos Rins. Por isso, desordens no Coração podem resultar em fraqueza, cansaço ou letargia (sonolência) e, às vezes, tonturas e palpitações. A relação íntima entre o sangue e o Ki significa que os Pulmões podem ser afetados também, resultando em falta de ar. O Coração pertence ao elemento fogo, impulsiona o sangue e abriga a mente. O meridiano abre para a língua e controla o suor. As desarmonias do Coração geralmente se caracterizam por desordens da circulação, tais como peito dolorido ou congestionado e sensação de calor ou frio extremo, principalmente nas mãos.

AcupunturaUm desequilíbrio neste órgão pode causar distúrbios mentais ou emocionais como inquietação, insônia, sonhos perturbadores, nervosismo, irritabilidade e ansiedade. Um suor anormal às vezes acompanha estes sintomas. A coloração do rosto reflete o estado da circulação e, portanto, do coração. Uma compleição pálida, sem vida, indica fraqueza no Ki do Coração ou no sangue; já uma compleição vermelha parece indicar que o calor está afetando o coração.

As desarmonias do Coração se fazem visíveis na língua, produzindo dificuldade na fala, como gagueira. Muitas pessoas efusivas (que expressam sentimentos íntimos), falantes compulsivas, podem estar manifestando um desequilíbrio no Coração.

Sinais patológicos: Dores torácicas, dores no coração, garganta seca, sede, conjuntivas amarelas, dores na linha interna da face palmar do braço, calor nas palmas das mãos ou mãos e pés frios.

Trajeto: Começa no oco da axila, desce pela face anterior do braço, extremidade medial, atravessa a ponta interna da dobra do cotovelo, segue reto pelo antebraço sobre a ulna, atravessa o pulso pela lateral do tendão do dedo mínimo, segue pela palma da mão para terminar no ângulo ungueal lateral do dedo mínimo.

MERIDIANO DO INTESTINO DELGADO

Símbolo: ID
Pontos: 19
Energia: YANG
Elemento: Fogo

Função: Este meridiano é de natureza Yang, e se apresenta acoplado ao meridiano do Coração, que é Yin. Recebe a energia do meridiano do Coração, transmitindo-a ao meridiano da Bexiga. Comanda o Intestino Delgado e sua função é de separar o puro do impuro, absorção dos alimentos transformados no Estômago e separação das toxinas e objetos sólidos para a eliminação pelos órgãos excretores. Atua nas dores da nuca, cotovelo e inchações no rosto. Relaciona-se com as grandes depressões.

AcupunturaOs Intestinos Grosso e Delgado filtram a emotividade, instabilidade emocional, sensibilidade não canalizada. O Intestino Delgado recebe do Estômago alimentos e bebidas parcialmente transformados. Ele separa e absorve a parte nutritiva para o baço distribuir. Envia os dejetos sólidos para o Intestino Grosso, passando os “fluidos impuros” para a Bexiga. As funções deste órgão podem ser resumidas em receber, separar, assimilar e transformar.

O Intestino Delgado é ligado ao Coração, ajudando-o a proporcionar clareza à mente em sua capacidade de discernir e absorver boas idéias. O pensamento desordenado é um sinal de fraqueza no Intestino Delgado.
Ele compartilha com a Bexiga a função de separar e transformar os fluidos. Ambos os órgãos estão localizados na região inferior do corpo, controlada pelos Rins. Devido às conexões da Bexiga, o trabalho sobre o meridiano do Intestino Delgado ajuda a aliviar dores de cabeça, na coluna e na parte inferior das costas. Urina constante ou sem freqüência, acompanhada de ardor, pode ser tratada, trabalhando-se com estes três meridianos.

Os sintomas do meridiano do Intestino Delgado são dores e rigidez no pulso, cotovelo, escápula e pescoço; dor de ouvido; irritação nos olhos.

Sinais patológicos: Surdez, conjuntivas amarelas, garganta dolorida, inchaço doloroso na região submandibular e no pescoço, torcicolo, dores na linha interna da face dorsal do braço e da escápula.

Trajeto: começa no ângulo ungueal medial do dedo mínimo, segue pela extremidade medial do dedo e da mão, sobe pelo dorso do antebraço sobre a ulna passando por trás do cotovelo, continua pelo braço e por trás do ombro fazendo um ziguezague horizontalmente sobre a escápula, subindo pela lateral posterior do pescoço, entra diagonalmente na face até a maçã do rosto, retrocede ata a articulação da mandíbula na frente do ouvido onde termina.

MERIDIANO DA BEXIGA

Símbolo: B
Pontos: 67
Energia: YANG;
Elemento: Água

Função: Este meridiano recebe a energia do meridiano do Intestino Delgado e a transmite ao meridiano dos Rins. Sua natureza é Yang, apresentando-se acoplado ao meridiano dos Rins que é Yin. Comanda a Bexiga e a função equilibradora e eliminadora dos Rins. Atua nos problemas da parte posterior do corpo, principalmente costas e nádegas. Relaciona-se com o temor, agindo sobre o psiquismo eliminando emoções negativas e regulando as inconsistências de caráter causadas por doenças crônicas.

AcupunturaFiltra a tensão nervosa, tensão contínua ligada ao medo, ao temor de qualquer espécie, a inquietação. A Bexiga transforma os fluidos em urina, depois eliminada, ajudando os Rins a regular a água. Mas o meridiano da Bexiga tem uma influência maior. Ele é um aspecto do Rim Yang, que ajuda na defesa do organismo e apóia os outros órgãos através dos pontos associados.

Os Rins “nutrem o cérebro e o cordão da espinha dorsal”. O meridiano da Bexiga se liga com o cérebro e ajuda a integrar a inteligência às funções do sistema nervoso. Desequilíbrio na Bexiga pode causar ciúme, desconfiança, obsessões, inquietação e nervos à flor da pele.

Sinais patológicos: Nuca rígida e dolorida, hemorróidas, malária, loucura agitada (mania), loucura calma (depressiva), conjuntivas amarelas, lacrimejamentos, dores e dificuldades na movimentação dos lombos e da coluna vertebral, inchaço doloroso nos globos oculares, rinorréia (fluxo de mucosidade pelo nariz), epistaxe (hemorragia nasal), hemiplegia, dores ou dificuldades em mover a cavidade poplítea, o músculo gastrocnêmio e o 5º artelho.

Trajeto: Começa acima do canto interno do olho, corre pelo alto da cabeça a 1 dedo lateral do vaso governador, continua pela região cervical até o dorso, na altura da 1ª vértebra torácica, abre e corre paralelamente a 3 dedos da coluna até o cóccix formando um “N” para dentro, mergulha e reaparece à altura da 1ª vértebra torácica a 6 dedos da coluna formando uma segunda paralela que continua pelo centro das nádegas prosseguindo por tas das coxas, passando pelo meio da dobra do joelho, continua pelo centro da batata da perna passando entre o maléolo externo e o tendão calcâneo, corre pela lateral externa do pé até o ângulo ungueal lateral do 5º artelho.

MERIDIANO DO RIM

Símbolo: R
Pontos: 27
Energia: YIN
Elemento: Água

Função: Sendo Yin, este meridiano se apresenta acoplado ao meridiano da Bexiga, Yang, de quem recebe a energia que, posteriormente, transmite ao meridiano da Circulação e Sexualidade (Pericárdio). Comanda a ação filtro-excretória e secretória dos Rins e as glândulas supra-renais. Atua no sistema endócrino, assimilação renal, na audição, ossos e cabelos. Relaciona-se com a vontade, a segurança, e com a energia sexual e problemas genitais.

AcupunturaFiltra a ansiedade temerosa, medo, pavor. Os Rins são à base de nossa força estrutural, além de controlarem a energia e as substâncias no corpo. O Rim Yin armazena a essência, a base do crescimento físico, do desenvolvimento e da maturidade. Ele forma o “tutano” para o cérebro e o cordão espinal, além do tutano para os ossos.

O Rim Yang é o “poder de transformação” do corpo e apóia as funções de todos os outros órgãos.
Os sintomas dos rins se caracterizam por fraqueza e depleção; e incluem problemas urinários e sexuais, dores nas costas, memória fraca, tontura, perda da audição, zumbido no ouvido e perda de cabelos.

Sinais patológicos: Respiração curta, polipnéia (respiração rápida e superficial), tosse com escarro e sangue, vertigens, ofuscação da vista, perturbações cardíacas, facilmente amedrontado, boca e lingua secas, garganta seca, inchada e dolorida, sensações de peito acalorado, oprimido e dolorido, icterícia, diarréia, costas e lombos dolorosos, membros inferiores sem força, calor na sola dos pés ou pés frios.

Trajeto: Começa na cavidade plantar quando da flexão dos artelhos e sobe pelo meio da face interna do pé, contorna o maléolo interno pela frente, sobe pela face posterior interna da perna, continua subindo pela coxa e entra no abdômen a 1 dedo lateral do Vaso da Concepção, sobe verticalmente até o plexo solar e entra no peito entre o vaso da concepção e a linha vertical do mamilo até abaixo da ponta interna da clavícula onde termina.

MERIDIANO DA CIRCULAÇÃO E SEXUALIDADE (PERICÁRDIO)

Símbolo: CS
Pontos: 9
Energia: YIN
Elemento: Fogo

Função: O meridiano da Circulação e Sexualidade é Yin. Recebe energia do meridiano dos Rins, transmitindo-a ao meridiano do Triplo-Aquecedor Yang, ao qual está acoplado. Em relação aos elementos, este meridiano é de fogo, de Yin no período de outono e inverno, e de água durante a primavera e verão.
Representa uma função reguladora combinada da massa humoral (fluidos) e a reprodução. Atua sobre o Coração e os órgãos sexuais. Relaciona-se com a totalidade da massa circulante com seu conteúdo humoral, hormonal e imunológico.

AcupunturaNão representa órgão algum. Tem uma função reguladora que influi sobre o coração, a circulação e órgãos sexuais. O Pericárdio é descrito como sendo o “embaixador” do coração, proporcionando alegria e felicidade, ajudando-nos a expressar os sentimentos e protegendo o coração da dor emocional, quando um relacionamento se torna estressante. Para conseguir isso, o meridiano da Circulação e Sexualidade acalma a mente e equilibra as emoções, principalmente quando existem problemas de relacionamento e separações (dor no coração e coração partido).

Como o Coração pertence ao elemento fogo, ele é vulnerável ao calor extra. A função do Pericárdio como “protetor do coração” estende-se à absorção do calor para proteger o órgão de ataques de febre. A maioria dos pontos neste meridiano reduz o calor associado a desordens cardíacas e sanguíneas, sendo que os últimos três usados especificamente para febre alta, seguida de muita sede, delírio, alucinação e inquietação, ou insolação.

O meridiano da Circulação e Sexualidade tem grande influência no tórax. Alivia rigidez, peito congestionado, dor causada por stress emocional, indigestão (azia) ou excesso de fleuma (Frieza de ânimo; serenidade, impassibilidade).

AS DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO PERICÁRDIO

Os clássicos antigos geralmente se referiam a cinco órgãos Yin e a seis órgãos Yang. O Pericárdio era visto como o protetor do Coração e não como órgão em si. Alguns pontos no meridiano da Circulação e Sexualidade (Pericárdio) eram originalmente atribuídos ao Coração. Porém, a teoria dos doze meridianos acabou por exigir uma simetria que colocou o meridiano da Circulação e Sexualidade como par do meridiano do Triplo Aquecedor. A relação dos dois, no entanto, não é íntima e eles são caracterizados sob o elemento fogo por razões diferentes.

Sinais patológicos: Palpitações, sensação de excesso de calor, de opressão torácica, intumescimento doloroso do peito, dores cardíacas, desregramento menstrual, espasmos nos membros superiores, palmas das mãos quentes, axilas inchadas, rosto vermelho, conjuntivas amarelas.

Trajeto: Começa a 1 dedo lateral ao mamilo, sobe até o ombro e desce entre os meridianos do Pulmão e Coração, cortando a dobra do cotovelo medialmente ao tendão do bíceps, continua pelo antebraço entre os ossos rádio e ulna, cruza o pulso e segue pelo centro da palma da mão terminando no ângulo ungueal lateral do dedo médio.

MERIDIANO DO TRIPLO AQUECEDOR

Símbolo: TA
Pontos: 23
Energia: YANG
Elemento: Fogo

Função: Este meridiano é de natureza Yang, e vem acoplado ao meridiano da Circulação e Sexualidade de Yin, que lhe fornece energia transmitindo-a ao meridiano da Vesícula Biliar. Representa uma função reguladora do equilíbrio térmico do metabolismo. Atua sobre o sistema linfático. Relaciona-se à circulação cárdio-respiratória, digestiva e genito-urinária.

AcupunturaO Triplo Aquecedor transforma e regula os fluidos do corpo. Além disso, ele dá assistência aos Rins; por isso, o tratamento pode impulsionar o Ki no interior do corpo, principalmente na região inferior. Pode ajudar também em casos de inchaço ou desconforto abdominal, às vezes com dificuldade urinária ou prisão de ventre. Este meridiano é útil em caso de fraqueza combinada com a incapacidade de estabilizar a temperatura do corpo e suscetibilidade a infecções e febre. Porém, ele geralmente funciona melhor no tratamento de desequilíbrios dos três aquecedores, trabalhando os meridianos dos órgãos relevantes de cada região.

Sinais patológicos: Surdez, garganta inchada e dolorida, dores nas maçãs do rosto e retroauriculares, dores na escápula e na face externa do braço, embaraço na mobilidade do anular, transpiração. Os sintomas dos meridianos Yang geralmente estão relacionados aos caminhos nas superfícies e ligadas à função de defesa do organismo contra doença aguda e influências do ambiente. O Triplo Aquecedor não é exceção. Os sintomas deste meridiano incluem irritação nos olhos, problemas auditivos sérios ou dor na parte de trás da orelha, garganta dolorida ou inflamada, e dores no braço ou no ombro. Outros sintomas são calafrios e febre, aguda ou crônica, às vezes seguida de suor espontâneo.

Trajeto: Começa no ângulo ungueal medial do anular, corre entre o 4º e o 5º metacarpianos pelo dorso da mão, prossegue pelo antebraço entre o rádio e a ulna, passa por trás do cotovelo e segue sempre entre os meridianos do intestino grosso e delgado até atrás do ombro, corre horizontalmente por trás do trapézio e sobe pela lateral do pescoço, contorna a orelha por trás até a articulação da mandíbula e segue reto até a ponta externa da sobrancelha.

A CONTROVÉRSIA SOBRE O TRIPLO AQUECEDOR

O Triplo Aquecedor sempre foi tema de discussão e controvérsias na medicina chinesa. Algumas obras clássicas o descreviam como sendo um órgão, assim como os outros órgãos Yang, cujo envolvimento específico era de absorver, metabolizar e eliminar fluidos; porém, sem uma localização determinada. Outros acreditavam que o triplo aquecedor era, na verdade, uma generalização da estrutura e das energias das três partes do corpo – as “três regiões” ou “aquecedores” – que incluía as funções dos órgãos pertinentes a cada região.

Porém, outra obra clássica retratava o Triplo Aquecedor como um órgão “com nome, mas sem forma” e desenvolveu uma visão mais integrada dele, como sendo a “rota do Ki”; ajudando o Ki constitucional básico de MeiMon – o “Portal da Vida” em Hara – para outros órgãos.

O Triplo Aquecedor extra o Ki do ar e dos alimentos, e ajuda no controle dos fluidos do corpo, bem como na eliminação de dejetos. Ele apóia os Pulmões, o Baço e os Rins nas regiões superior, média e inferior, respectivamente. De maneira semelhante, ele transmite o Ki armazenado para os doze meridianos quando estes se encontram em depleção (diminuição da quantidade de fluidos do organismo), suprindo energia à defesa do organismo em momentos de doença e stress.

O “Classic of Difficulties” descreve o centro Hara, ou Tanden, como o foco central do “Ki que se move entre os rins”. Segundo o modelo “rota do Ki” do triplo aquecedor, ele ativa as transformações nos três “aquecedores” e nutre todos os órgãos e seus meridianos simbolicamente pela seta (conforme ilustração acima).

A função do fígado

Algumas interpretações do modelo de “Regiões Corporais” do Triplo Aquecedor descrevem o Fígado como sendo parte do Baixo Aquecedor, devido à sua forte influência em mover o Ki e sangue nesta área. O Fígado tem tanto efeito sobre os órgãos reprodutivos quanto os Rins. Fisicamente, porém, ele está na região mediana.

Compreendendo o Triplo Aquecedor

Considere o Triplo Aquecedor como sendo estrutura básica para a compreensão da fisiologia humana, segundo a tradição chinesa. Lembre-se das funções gerais e específicas de todos os órgãos, e de suas funções interligadas e correlacionadas como parte de um sistema harmonioso. A compreensão desta síntese poderá ajuda-lo a interpretar os sintomas e tratar das pessoas de maneira mais eficaz.

MERIDIANO DA VESÍCULA BILIAR

Símbolo: VB
Pontos: 44
Energia: YANG
Elemento: Madeira

Função: Este meridiano é de natureza Yang, acoplado ao meridiano do Fígado, que é Yin. Recebe energia do meridiano do Triplo Aquecedor, transmitindo-a ao meridiano do Fígado. Comanda a função biliar total. tanto intra como extra-hepática. Atua principalmente sobre os hipocondríacos. Relaciona-se com todas as doenças psicossomáticas.

AcupunturaFiltra a indecisão. A Vesícula Biliar armazena e secreta a bile, que ajuda a digestão, principalmente a digestão de gorduras. As pessoas cuja função da Vesícula é fraca têm dificuldade para digerir alimentos gordurosos. Tal fato coincide com a visão médica ocidental. A estagnação do Ki ou de calor na Vesícula pode causar dor sob as costelas, náusea e vômitos, gosto amargo na boca e uma coloração amarela nos olhos.

A Vesícula Biliar influencia as laterais do corpo; um bloqueio ou desequilíbrio em seu meridiano manifesta-se como dor nas têmporas, dor nos olhos e ouvidos, dor ou inflexibilidade na mandíbula, nos ombros, costelas, quadris e juntas dos joelhos e tornozelo.

Sinais patológicos: Frio e calor alternados, boca amarga, suspiros freqüentes, dores nos flancos, dores hemicranianas, malária, calores ou embaraços na mobilidade da coxa, do joelho, da face externa da panturrilha e do 4º artelho.

Trajeto: Começa na ponta externa do olho, vai até a base da articulação da mandíbula, sobe até a fronte e retorna em direção a orelha contornando-a por trás, porém acima da linha do cabelo até a depressão póstero-inferior do osso mastóideo, retorna numa 2ª meia lua até o meio da testa, na linha vertical do olho, retorna mais uma vez pelo alto da lateral da cabeça, formando uma 3ª meia lua, descendo através do occipital pelo lado da nuca, passa pelo ponto mais alto do trapézio, contorna o ombro pela frente até abaixo do centro da axila, faz um ziguezague pelo meio da lateral do tronco até o quadril, desce pelo meio da lateral da coxa até a cabeça da fíbula, continua pela perna sempre entre os meridianos do Estômago e Bexiga, passa à frente do maléolo externo e desce pelo dorso do pé até o ângulo ungueal lateral do 4º artelho.

MERIDIANO DO FÍGADO

Símbolo: F
Pontos: 14
Energia: YIN
Elemento: Madeira

Função: Este meridiano é de natureza Yin, acoplado ao meridiano da Vesícula Biliar, que é Yang. Recebe energia do meridiano da Vesícula Biliar, e a transmite ao meridiano do pulmão. Comanda as múltiplas funções do fígado, em especial as relacionadas ao metabolismo, a sexualidade, os músculos e a acuidade visual. Atua sobre moléstias das partes inferiores do corpo. Relaciona-se com a irritação e a cólera.

Filtra a raiva, ódio ou uma vontade muito grande reprimida. As duas principais funções do Fígado são armazenar o sangue e ajudar todas as funções do corpo, espalhando o Ki. O Fígado também controla os tendões e ligamentos, liberando o sangue para nutrição dos mesmos, para que as juntas e os músculos funcionem bem. Esse sangue irá nutrir os olhos, que é onde o Fígado desemboca. Durante o repouso, o sangue retorna ao Fígado.

AcupunturaUm bloqueio de Ki causa problemas relacionados a este órgão – dores, rigidez e irregularidade – em muitas partes do corpo. A larga influência do Ki do Fígado pode ser observada, ao se estudar o curso de seu meridiano.

O Fígado guia nosso destino; sua função é associada a planejamento e organização. Sua influência sobre os olhos não está relacionada apenas a boa visão, mas simbolicamente, ao bom senso e ao insight (perspicácia). Neste sentido, o Fígado recebe ajuda da Vesícula Biliar, que influencia o poder de decisão e julgamento. O Fígado possui a visão geral, enquanto a Vesícula se encarrega dos detalhes.

Frustrações e dificuldades podem levar a raiva, a forte emoção do Fígado. Utilizada adequadamente, ela pode superar obstáculos e conduzir a soluções criativas. As dificuldades não resolvidas, porém, bloqueiam o Ki do Fígado, o que resulta em depressão. Irritabilidade e agressão gratuita surgem toda vez que as energias do elemento madeira, naturalmente expansivas, não encontram válvula de escape e se rebelam para cima, geralmente produzindo sintomas físicos como dor de cabeça. Covardia, timidez e incapacidade de se desvencilhar de detalhes indicam fraqueza da Vesícula Biliar.

Sinais patológicos: Flancos inchados e dolorosos, sensação de plenitude no peito, vômitos, diarréia, anúria (ausência de urina na bexiga), hérnias, inchaço doloroso do escroto ou dos testículos, doenças genitais, lumbago, dores do bacinete da mulher (reservatório renal onde principiam os ureteres).

Trajeto: Começa no ângulo ungueal lateral do dedão, sobe pelo dorso do pé até o ângulo dos 1º e 2º metatarsianos, passa pela frente do maléolo interno e sobe medialmente a tíbia até atrás da cabeça do osso, segue pela parte interna da coxa, cruza a virilha e abre no sentido da ponta da 12ª costela, convergindo para o centro do corpo, terminando aproximadamente a 3 dedos abaixo do mamilo.

MERIDIANOS EXTRAORDINÁRIOS

Cada meridiano é formado por um número determinado de pontos que transmitem a energia em sentido e ordem sempre constantes. Existem vários tipos de meridianos conforme a função que desempenham (existem 59 meridianos para conduzir o fluxo de energia pelo corpo), sendo 14 considerados importantes, sendo 12 meridianos principais (como já vimos acima) e 2 meridianos Extras. Os demais, destituídos de pontos próprios, são os Meridianos Virtuais que somente se manifestam nos estados patológicos e os Meridianos de Ligação denominados de Vasos Secundários, fazendo conexão entre os meridianos energéticos principais, formando verdadeira rede energética entre si.

Os meridianos energéticos Extras denominados Vaso da Concepção e Vaso Governador são o relê que controla a fluidez da energia vital que percorre os meridianos energéticos principais.

Em termos estruturais, o cérebro representa o Vaso Governador (Sistema Nervoso), enquanto o útero representa o Vaso da Concepção.

Os meridianos de caráter energético Yin têm como principais funções fisiológicas formar e armazenar compostos nutritivos, enquanto que os meridianos de caráter energético Yang, têm como funções essenciais receber, digerir e absorver os nutrientes, transformando-os e excretando os dejetos.

MERIDIANO DO VASO GOVERNADOR

Símbolo: VG
Pontos: 28
Energia: YANG (ver a observação no trajeto deste meridiano).

AcupunturaFunção: Tem o nome de Du-Mai, e tem duas funções principais que são:
a) Governar e regular a energia de Yang do corpo;
b) Manter a resistência do corpo.
Relaciona-se com as funções do Sistema Nervoso Central.

Sinais patológicos: Quando este meridiano apresenta algum problema, haverá espasmos e rigidez até com opistótono (espasmo que obriga o doente a curvar-se para trás, em virtude de forte contratura dos músculos dorsais). Os sintomas principais são: dor nas costas; dor de cabeça; convulsão; epilepsia; comportamento maníaco; hemorróidas; hérnia; diurese; esterilidade; medos convulsivos em crianças, doenças febris.

Trajeto: Nasce entre o ânus e a ponta do cóccix, sobe pela linha central das costas sobre a coluna vertebral, segue pelo centro da nuca, contorna a cabeça, passa entre as sobrancelhas, os olhos, centro do nariz, terminando na gengiva entre os dois dentes incisivos.

OBS: Embora este seja um meridiano Yang, observa-se que ele começa de baixo para cima, que é uma característica dos meridianos Yin. O meridiano do Vaso Governador é o primeiro meridiano a se formar no corpo humano. Ele se forma já nas primeiras 14 horas após a fecundação. Por essa razão, este meridiano tem essa característica especial. Embora ele termine seu trajeto descendo do alto da cabeça.

MERIDIANO DO VASO DA CONCEPÇÃO

Símbolo: VC
Pontos: 24
Energia: YIN

Função: Tem o nome de Ren-Mai. Em chinês, “Ren” significa nascer e criar. Este meridiano liga-se a todos os meridianos de Yin. Por isso, chama-se “O mar dos meridianos Yin”. Comanda os meridianos Yin, armazenando e distribuindo energias. Relaciona-se e age sobre as funções genito-urinárias (no seu segmento que vai do ponto 1 ao umbigo), a função digestiva (do umbigo ao apêndice xifóide, no osso esterno), e a função respiratória (da base do osso esterno ao queixo).

AcupunturaSinais patológicos: O desequilíbrio de energia neste meridiano se evidenciará no homem sob forma de hérnia e cólicas abdominais, e na mulher como problemas nos órgãos genitais, leucorréia (corrimento branco) e esterilidade. Além desses, há ainda outros tipos de problemas tais como: distúrbios na menstruação; impotência; epilepsia; espermatorréia (ejaculação involuntária); infecção na uretra; aborto.
Os pontos do meridiano do Vaso da Concepção são usados para tratamentos gastrintestinais, pulmonares e de garganta, e etc.

Juntamente com o Vaso Governador, este meridiano forma a chamada Pequena Circulação de Energia que desempenha um papel regulador na função da grande circulação de energia. Aqui se depositam os excessos energéticos da Grande Circulação, ou ao contrário, daqui partem os reforços nos estados de carência de energia.

Trajeto: Começa no períneo, entre o ânus e os genitais, sobe em linha reta pelo centro da parte anterior do tronco, umbigo, osso esterno, pescoço, queixo, terminando entre o lábio inferior e o queixo.

PONTOS

Ao longo dos meridianos encontra-se o que são chamados em japonês de “Tsubos” (buracos). Esses Tsubos de pontos servem para condensar energia e permitem o contato e a atuação sobre a energia dos meridianos de forma mais intensa. Os pontos são uma porta aberta para a recepção de estímulos externos, como pressão dos dedos, agulhas, queima de moxa e ventosas.

Como já vimos anteriormente, logo no início de nossa apostila, para visualizarmos melhor, vamos comparar este sistema com os metrôs urbanos subterrâneos. Os pontos de shiatsu são como as estações de embarque de passageiros que se ligam à superfície.

Os meridianos seriam as linhas ou trilhos por onde passa o fluxo eletromagnético, ou energia Ki. Em 1953, o Dr. Yoshio Nakatani desenvolveu um “OHMÍMETRO” sensível o bastante para ser usado como detector de pontos de acupuntura na superfície da pele. Quando analisados por fotografia microscópica, estes pontos detectados revelam a existência de terminações nervosas e de vasos sanguíneos e, não são encontrados onde o aparelho não detecta estes pontos de acupuntura.

Estes pontos, quando “doentes”, se encontram enrijecidos e sensíveis, devendo ser tratados para a melhora do quadro patológico. Conforme o desequilíbrio de polaridade no corpo que impede o livre fluxo de energia Ki, determinamos respectivamente o aspecto Kyo (vazio) ou Jitsu (plenitude) de bloqueio. Quando o Ki flui bem distribuído no corpo, este se encontra em estado de “boa saúde”, mas se aparecem desequilíbrios, logo se produzem Kyo e Jitsu em algumas partes do corpo entrando o organismo em estado patológico, para a medicina oriental.

Para a exata localização dos pontos, deve-se levar em consideração que o ponto tem superfície aproximada de 1 a 2 milímetros quadrados. Quando o ponto é sensível, a localização é mais fácil. Basta, portanto, apalpar suavemente o trajeto do meridiano até encontra-lo. Os pontos estão sempre localizados em depressões ou elevações ósseas, ou ainda em disposições musculares ou tendinosas. Também são descobertos através de unidade de medida “CUN” (distância).

O shiatsu funciona para prevenir o desequilíbrio energético. A energia fica bloqueada no corpo e é necessário facilitar o funcionamento normal do órgão. Como?

Quando a energia é bloqueada

Pode-se liberar a energia pela massagem profunda ou pressão profunda. Pressione o polegar profundamente e segure no ponto. Isso é uma sedação.

Quando o fluxo de energia está faltando

Para produzir o fluxo de energia, é necessário estimular o ponto. Desta vez, aplique toques leves, várias vezes, com os dedos na superfície dos pontos. Isto é uma tonificação.

ALGUNS PONTOS IMPORTANTES DE CADA MERIDIANO E SUAS INDICAÇÕES
“PULMÃO”
  • P5: Localizado na dobra do cotovelo, lateral do tendão bíceps braquial.
  • Indicação: Dor de cabeça (frontal); rigidez na nuca, tosse; asma; paralisia facial; dor no peito.
  • P9: Localizado na linha do pulso, sobre a artéria radial.
  • Indicação: Asma; tosse; dor no peito e mamas; amidalite; dor no braço.
  • P11: Localizado no ângulo ungueal lateral do polegar.
  • Indicação: Amidalite; coma; derramamento de sangue no nariz; diarréia infantil.
“INTESTINO GROSSO”
  • IG1: Localizado no ângulo ungueal lateral do dedo indicador, próximo ao polegar.
  • Indicação: amidalite, dor de dentes; glaucoma; dor no ombro; dedos adormecidos.
  • IG4: Localizado no ângulo formado pelo polegar e pelo indicador.
  • Indicação: Dor de cabeça; de dente; rinite; bronquite; gripe; insônia; paralisia facial; nervosismo.
  • IG11: Localizado no ângulo externo do cotovelo.
  • Indicação: dores em geral; febre; pressão alta; conjuntivite; problema de pele; hemiplegia.
  • IG15: Localizado na ponta do ombro (com o braço levantado, forma-se um buraco no ombro).
  • Indicação: Bursite no ombro; hemiplegia; urticária; furunculose.
“ESTÔMAGO”
  • E36: Localizado a 4 dedos abaixo da patela. Fica na depressão abaixo da cabeça da tíbia.
  • Indicação: Dor de estômago; disenteria; gastrite: epilepsia; paralisia facial; frigidez; impotência.
  • E45: Localiza-se no ângulo ungueal lateral do 2º artelho, próximo ao 3º dedo do pé.
  • Indicação: gengivite; paralisia facial; excesso de sonhos; comportamento maníaco; ansiedade.
“BAÇO-PÂNCREAS”
  • BP2 e BP3: localizados antes e depois da junta metatarso-falangeal do hálux pela face medial.
  • Indicação: distensão e cólicas abdominais; lombalgia; gota; cansaço no corpo; hemorróidas.
  • BP6: localizado a 4 dedos acima do maléolo interno na borda interna do tornozelo.
  • Indicação: distúrbios nos órgãos genitais; impotência; frigidez; falta de apetite; inchaço da perna.
“CORAÇÃO”
  • C1: Localiza-se no oco da axila.
  • Indicação: Dores no braço, ombro e peito; dor no coração; nevralgia; mau cheiro na axila.
  • C3: Localizado no ângulo interno do cotovelo (ponta interna da dobra do cotovelo).
  • Indicação: Dores de dente, cabeça, nuca e antebraço; torcicolo; zumbido; tremor nos braços.
  • C7: Localizado na linha do pulso, ao lado do tendão do dedo mínimo
  • Indicação: Ansiedade; Palpitação; dor de cabeça e tontura; insônia; epilepsia; dor na garganta.
  • C9: Localizado no ângulo ungueal do dedo mínimo, próximo ao anular.
  • Indicação: Palpitação; dor no peito; dor de garganta; AVE; coma.
“INTESTINO DELGADO”
  • ID3: Localiza-se na ponta da linha do coração quando fechamos o punho (ponta da dobra).
  • Indicação: Dor nas costas; rigidez; dor na nuca; zumbido; surdez: epilepsia; transpiração noturna.
“BEXIGA”
  • B54: Localiza-se no centro da dobra do joelho (cavo poplíteo).
  • Indicação: Ciático; lombalgia; paralisia da perna; dor no joelho; AVE; hipertranspiração.
  • B60: Localiza-se entre o maléolo externo e o tendão calcâneo, na borda superior do calcâneo.
  • Indicação: Dor de cabeça; rigidez na nuca; lombalgia; ciática; dor no cóccix; distúrbio no parto.
“RINS”
  • R1: Localizado na ruga plantar, quando da flexão dos artelhos.
  • Indicação: Cefaléia parietal; tontura; fobias; insônia; diabete; pressão alta; convulsão infantil.
“CIRCULAÇÃO E SEXUALIDADE”
  • CS3: Localizado na dobra do cotovelo medial do tendão central.
  • Indicação: Palpitação; tosse; vômito; tremor nos braços; febre; coma.
  • CS6: Localiza-se a 2 dedos da linha do pulso, entre o rádio e a ulna.
  • Indicação: Dor no coração; pressão no peito; palpitação; ansiedade; histeria; insônia; soluço.
  • CS8: Localiza-se na palma da mão entre as juntas do 3º e 4º metacarpos (no centro da mão).
  • Indicação: Dor coração; sede; calor; anorexia; ansiedade; soluço; depressão; preguiça; cansaço.
“TRIPLO AQUECEDOR”
  • TA5: Localiza-se a 2 dedos acima da dobra dorsal do pulso, entre o rádio e a ulna.
  • Indicação: Cefaléia; dor na nuca; adormecimento e paralisia dos dedos; dor intercostal; surdez.
“VESÍCULA BILIAR”
  • VB20: Localizado abaixo da base do occipital, fora da nuca, na margem do cabelo.
  • Indicação: dor de cabeça; dor na nuca; tontura; vertigem; hipertensão; enxaqueca; insônia.
  • VB38: Localiza-se a 4 polegadas acima do maléolo externo, fora da tíbia, em cima do perônio.
  • Indicação: Enxaqueca; espasmo muscular; sensação de frio na região lombar.
“FÍGADO”
  • F3: Localizado no dorso do pé, no ângulo formado pelo 1º e 2º metatarsianos.

Países como os Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Austrália, Suíça e Canadá, entre outros, já tem legislação própria para o exercício da Acupuntura. A Acupuntura brasileira deve ser abrangente em todos os sentidos: social, técnico e acadêmico. Entretanto, o modelo mais compatível com a acupuntura brasileira é a dos Estados Unidos, pelo alto nível técnico, abrangência social e, sobretudo, pelo respeito constituído pela tradição no qual a legislação não vem a reboque dos fatos. Não se pode, no nosso país, aceitar os privilégios negociados, as regalias asseguradas e as reservas econômicas de mercado, principalmente naqueles segmentos que põem em risco a saúde e a educação da população. A tentativa de sufocamento das novas profissões no Brasil e daqueles que ainda estão por surgir, visando perpetuar o status que de uma minoria, custará alto preço social para nossa nação no limiar do século XXI.

QUEM ESTÁ HABILITADO PARA EXERCER A ACUPUNTURA NO BRASIL

Uma das dúvidas que mais afligem aos profissionais que desejam uma especialização em acupuntura é sobre o exercício profissional. Se você busca informações sobre a prática da acupuntura no Brasil, veio ao lugar certo. Uma grande celeuma encontra-se instalada junto aos meios de comunicação e nos setores de saúde, deixando a população confusa quanto ao assunto. Independente de qualquer polêmica divulgamos esta nota como um retrato, puro e simples, da verdade jurídica da questão.

A prática da acupuntura, até o momento, não possui nenhuma forma de regulamentação.
Isto significa que o emprego da acupuntura é inteiramente livre no Brasil, seja como tratamento principal seja como coadjuvante a qualquer outro, denominado convencional.

Desde o começo do ano de 2000 muitos médicos têm dado informações ao público afirmando que ela transformou-se "numa especialidade médica", causando uma enorme confusão junto à população. O que ocorreu foi o seguinte: o Conselho Federal de Medicina, em 1995, reconheceu a acupuntura como uma terapêutica passível de ser utilizada também por médicos, autorizando-os a empregarem a técnica das agulhas e introduzindo cursos de acupuntura, em nível de pós-graduação (ou especialidade), em algumas escolas de medicina.

No começo de 2000 um grupo de médicos que utilizam a acupuntura, reunidos na Sociedade Médica Brasileira de Acupuntura - SMBA, conseguiu fazer aprovar no Senado um texto substitutivo a um antigo projeto de lei em tramitação, cuja nova redação pretendia reservar o emprego da acupuntura exclusivamente para médicos, dentistas e veterinários.

Eles chegaram a acreditar que conseguiriam fazer o Congresso aprovar, sob regime de urgência, este texto substitutivo. Mas isso, de fato, não ocorreu, uma vez que muitos parlamentares se colocaram em oposição a este monopólio profissional e verdadeiro absurdo do ponto de vista científico.

De modo que, até o momento, a prática da acupuntura ainda não dispõe de uma legislação específica ou abrangente.

Não acredite, portanto, em qualquer afirmativa feita por profissionais ou pela mídia, de que este ou aquele setor detêm exclusividade sobre a acupuntura ou que ela possua qualquer regulamentação, norma ou restrição de emprego - salvo, é claro, quanto às suas indicações terapêuticas - por qualquer tipo de profissional qualificado para tanto.

E entre os acupunturistas hoje habilitados você encontra biomédicos, farmacêuticos, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, veterinários, e muitos outros terapeutas ligados ao setor da saúde, bem como os médicos e os acupunturistas de formação oriental.

Qualquer profissional que não seja médico é aqui denominado acupunturista, independentemente de possuir ou não uma diplomação de terceiro grau.

Vale frisar que o Conselho Federal de Fisioterapia foi o primeiro a autorizar seus integrantes a utilizarem a acupuntura, em 1985. Seguiram-se os Biomédicos, em 1988, os Enfermeiros e os Médicos em 1995. De modo que, bem antes dos médicos, outros conselhos de saúde já reconheciam a terapêutica das agulhas como eficiente e criaram cursos de especialização (pós-graduação) em suas respectivas escolas.

OS ACUPUNTURISTAS EXIGEM RESPEITO PROFISSIONAL

Durante anos os acupunturistas brasileiros foram simplesmente ignorados, seja pelos setores oficiais da saúde seja pelos profissionais que nela trabalham. O primeiro setor oficial a ela aderir foi o dos fisioterapeutas, cujo Conselho reconheceu a técnica em 1985. Posteriormente os biomédicos foram também autorizados pelo seu Conselho. Somente em 1995 os médicos reconheceram a acupuntura como uma terapêutica, ocasião em que o Conselho Federal de Medicina os autorizou ao emprego.

Cresceram muito, desde então, as disputas no campo profissional. Um grupo de médicos radicais, reunidos na Sociedade Médica Brasileira de Acupuntura - SMBA, colocou-se à frente de um movimento que pretende o monopólio da acupuntura exclusivamente para a classe médica. Diversos anteprojetos de lei tramitam no Congresso Nacional, objetivando regulamentar a profissão. Aquele apresentado pelo deputado Walmir Campello, em 1995, possuía muitas chances de seguir em sua arrastada tramitação pelas comissões da casa, vindo finalmente a atender esta antiga reivindicação dos acupunturistas brasileiros.

A SMBA, porém, em maio do corrente ano, contando com a relatoria do senador médico Geraldo Althoff, conseguiu fazer aprovar um substitutivo ao anteprojeto original. Por esta nova proposta apenas médicos, veterinários e odontólogos poderiam empregar a acupuntura, tornando-se ela vedada aos demais profissionais do setor da saúde. Tendo passado pela Comissão de Educação, o anteprojeto encontra-se, no momento, na Comissão de Constituição e Justiça e tem como relator o senador gaúcho José Fogaça. Dalí, quando votado, o anteprojeto voltará à Câmara dos Deputados, seu local de origem, para novas votações. De modo que se torna impossível e imprevisível qualquer prognóstico sobre um prazo para sua aprovação e conseqüente transformação em lei.

Para conseguir tais mudanças no anteprojeto Campello, a SMBA não mediu esforços, armando um verdadeiro lobby com várias frentes de atuação. Sua estratégia básica foi centrada em três pontos:

  1. considerar a colocação de agulhas como um ato cirúrgico;
  2. enfatizar a necessidade de diagnóstico clínico para a prescrição de acupuntura;
  3. desqualificar os demais profissionais, como incompetentes para uso da técnica.

Os três argumentos carecem, inteiramente, de solidez; pois não possuem bases reais ou científicas que os sustentem. A técnica de inserção de agulhas é empregada há mais de 5 mil anos na China e demais países asiáticos e, em nenhum deles, é considerada um ato cirúrgico, nos padrões ocidentais que a SMBA pretende fazer crer. Há, sem dúvida, a necessidade de uma formação específica e um treinamento adequado para se proceder tal manipulação; mas nada que se compare com a necessidade de uma formação médica para realizá-lo. Tanto a Organização Mundial de Saúde quanto os países modernos e do primeiro mundo reconhecem esta característica da acupuntura, e nem nos EUA, Inglaterra, Canadá, França, Itália, Suíça e tantos outros a acupuntura é uma prática exclusiva de médicos.

A questão do diagnóstico é inteiramente fora de propósito, uma vez que a Medicina Tradicional Chinesa constitui-se numa terapia energética, cujos padrões de referência nada possuem em comum com os ocidentais. Ela possui um modo de avaliação próprio, inteiramente distinto dos exames laboratoriais ou outros métodos utilizados no Ocidente, descaracterizando inteiramente esta reivindicação da SMBA.

Privilegiar o diagnóstico ocidental foi um modo hábil que a classe médica encontrou para tentar o monopólio. Enfatizá-lo, neste contexto, é apenas empregar um argumento dito "científico" para desqualificar os demais profissionais.

Para desenvolver a terceira estratégia tudo tem sido empregado pela SMBA: desde matérias pela mídia até merchandising em novela de televisão. Qualquer espaço que possibilite externar uma opinião tem sido por eles ocupado para denegrir, difamar, acusar e tentar impedir a continuidade de trabalho dos demais profissionais. Pretendem , pelo achincalhe, desqualificar todos os que representem obstáculos à sua escalada monopolizante.

A hora, portanto, é de rebater estas informações e afirmar nossos direitos. Somos profissionais sérios, honrados, bem qualificados e pretendemos, tão somente, alcançar uma regulamentação justa e democrática, que albergue todos os profissionais nela qualificados e que contemple as diferenças que a Medicina Tradicional Chinesa possui em relação à medicina ocidental. Se você é um acupunturista, adira a esta campanha e ajude a promover ações conseqüentes no rumo de nossos objetivos. Se você é um usuário de acupuntura, ajude a divulgar a verdade sobre sua situação e emprego e não se intimide em procurar um acupunturista para realizar seu tratamento. Se você é apenas público interessado, não compactue com a mentira, a tergiversação e fique de olho aberto antes de engolir qualquer explicação. Argumentos ditos "científicos" podem estar acobertando, grande número de vezes, apenas interesses inconfessáveis...

PORTANTO, NÃO PERMITA NENHUM TIPO DE COAÇÃO DE SEU EXERCÍCIO PROFISSIONAL. CASO SOFRA QUALQUER ESPÉCIE DE DISCRIMINAÇÃO EXIJA SEUS DIREITOS E COMUNIQUE AS ASSOCIAÇÕES E SINDICATOS DE ACUPUNTURISTAS ESPALHADOS POR TODO O BRASIL.

Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo


OBSERVAÇÕES
  • Dependendo do número de interessados nos Cursos Livres, o CECTH reserva-se ao direito de alterar datas, horários ou mesmo cancelar o programa;
  • Vagas limitadas – Favor confirmar a inscrição até uma semana antes do início do curso pretendido;
  • Nossos cursos enquadram-se na categoria de CURSOS LIVRES, não estando, pois, sob a tutela do MEC (Ministério da Educação), não sendo reconhecido por este, inexistindo tal obrigatoriedade nesta classificação;
  • Em poder de nosso certificado, o profissional poderá montar seu próprio consultório, trabalhar em hospitais, clínicas, academias, fazer atendimentos a domicílio, etc;
  • Prática supervisionada em nosso AMBULATÓRIO;
  • Possibilidade de participação nos projetos de "RESPONSABILIDADE SOCIAL" de nossa empresa;


GOSTARÍAMOS DE AGRADECER A TODOS NOSSOS AMIGOS A AUTORIZAÇÃO PARA EXPOSIÇÃO DE SUAS IMAGENS EM NOSSO SITE.


OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

Todas estas técnicas são alternativas,
para a melhoria de sua qualidade de vida,
não devendo substituir o tratamento médico.

Você é muito importante para nós!!!

AMBULATÓRIO - Visite nossos Ambientes de Aprendizagem

A bibliografia que utilizamos para desenvolver esta página é encontrada no link BIBLIOGRAFIA neste site.


DADOS PARA DEPÓSITO BANCÁRIO

Após realizar o depósito, entrar em contato conosco através do telefone (21) 3429-2215
Fazemos um convite para que venha conhecer nossas instalações antes de efetuar o depósito.

BANCOS PARA DEPÓSITO EM CONTA CORRENTE

Favorecido: CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas S/C Ltda.

BANCO ITAU

Ag. 6104 CC: 78134-6

 

Aceitamos:

visa