CBO - Classificação Brasileira de Ocupações

Imprimir Por Administrador 15/03/2009

3221: TÉCNICOS EM TERAPIAS COMPLEMENTARES

CBO – Classificação Brasileira de Ocupações

21 de Julho de 2008

CBO

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE),
FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP.

Av. Corifeu de Azevedo Marques, 5677 – Butantã – SP

Prezados colegas,
A MASSOTERAPIA e a TERAPIA HOLÍSTICA passaram a fazer parte da seleta família ocupacional da CBO – Classificação Brasileira de Ocupações. Em julho de 2008, O Profº RODOLFO CORREA LIMA foi convidado pela FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para participar como especialista da ocupação de MASSOTERAPEUTA, na reunião de convalidação da família ocupacional 3221: acupunturistas, podólogos, quiropraxistas e afins da CBO - Classificação Brasileira de Ocupações – 2008, em que foram incluídas as ocupações de MASSOTERAPEUTA e TERAPEUTA HOLÍSTICO na família ocupacional nº 3221: Acupunturistas, podólogos, quiropraxistas e afins.

A CBO reconhece ou regulamenta as ocupações?
A CBO reconhece as ocupações por meio de pesquisa de campo, em que os pesquisadores identificam as ocupações existentes no mercado de trabalho. Após serem identificadas,  descritas e nomeadas, as ocupações recebem um código identificador na CBO.
É por meio da CBO, que as ocupações passam a ser identificada nos registros administrativos e nas estatísticas do MTE, nas pesquisas domiciliares do IBGE, incluindo os censos e outras estatísticas de mão-de-obra.
Assim, a CBO trata do reconhecimento da existência de determinada ocupação (no mercado de trabalho) e não da sua regulamentação, que é outra coisa. A regulamentação pressupõe o estabelecimento de qualificação, critérios e condições para o exercício de atividade ou ocupação especializada, cujo exercício exige determinado preparo profissional. A regulamentação da profissão, diferentemente da CBO, é realizada por Lei cuja apreciação é feita pelo Congresso Nacional, por meio de seus Deputados e Senadores, e levada a sanção do Presidente da República.

Carta Recebida
São Paulo, 10 de julho de 2008.

Ao CECTH Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas
At: Prof. Rodolfo Correa Lima

Prezado Senhor,
A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), está participando da atualização da CBO - Classificação Brasileira de Ocupações. Este documento foi reformulado em 2002 e atualmente precisamos incluir algumas ocupações que surgiram após esta data.
A CBO tem como unidade de descrição a família ocupacional, que é um conceito ampliado de emprego. O termo família ocupacional deve ser descrito mediante a aplicação de um método intitulado DACUM, que permite o levantamento de um conjunto de atividades realizadas pelo profissional bem as competências necessárias para a sua realização. Conforme este método, são necessárias reuniões coordenadas por um Facilitador, onde participarão profissionais que efetivamente exercem as ocupações a serem descritas, com experiência profissional de no mínimo cinco anos, reconhecidos como profissionais de alto desempenho em suas funções e que trabalhem em tempo integral e tenham alguma experiência de trabalho em equipe. Estes participantes são denominados Especialistas.
No momento estamos trabalhando com as ocupações da área de terapias alternativas, as ocupações em questão, serão inclusas em uma família ocupacional já existente.
Nesta oportunidade, vimos solicitar a indicação de um representante da ocupação de MASSOTERAPEUTA, para participar da reunião de convalidação da família ocupacional acupunturistas, podólogos, quiropraxistas e afins.
Outrossim, informamos que as despesas de transporte, alimentação e hospedagem, se for o caso, serão custeadas pelo projeto.
A reunião será realizada no dia 21/07/08, das 8:30 às 17:30, na av. Corifeu de Azevedo Marques, 5677 – Butantã – SP, fones: (11) 3767-1764, (11) 3767-1774.
Agradecemos antecipadamente sua colaboração e solicitamos a confirmação do especialista até 14/07/08 através do email abaixo:
Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo
Atenciosamente,
Maria de Lourdes Ferreira Prado
Analista Ocupacional

CBO


Informe Publicitário

BLITZ ERGONÔMICA, COMO FUNCIONA?

BlitzVisa conscientizar as pessoas sobre as posturas utilizadas durante o trabalho. É um dos diferenciais de nossa Empresa.
É realizado com os colaboradores sem a necessidade de parar o trabalho. Oferecemos, individualmente, orientações posturais, alongamentos e Massagem Rápida.

O lado lúdico da tática é reforçado com a "Blitz Ergonômica", operação em que o Terapeuta visita as dependências da empresa em busca de "infrações", tais como má postura, monitor ou teclado em alturas incompatíveis ou mesmo mobiliário inadequado.
Os "infratores" são multados por meio de um aviso no posto de trabalho. Porém, se tudo estiver a contento, o colaborador ganha um brinde.

Conforme a situação, os colaboradores recebem recomendações individuais. Essas ações são significativas para a organização e entre os benefícios, destacamos a diminuição do índice de ocorrências de LER (Lesões por Esforços Repetitivos), o absenteísmo e o Presenteísmo.

O grande destaque está no momento em que o Terapeuta faz uma massagem rápida na região Cervical, ombros e braços, além dos alongamentos e das orientações sobre posturas ergonômicas, sem retirar o colaborador de sua área de trabalho. Com este procedimento, o Terapeuta identifica, antecipadamente, as reais possibilidades de um colaborador estar adquirindo algum tipo de lesão por esforço repetitivo.

O foco principal está na identificação do que pode estar causando a diminuição da produtividade do colaborador com o PRESENTEÍSMO, ou seja, amenizar sintomas decorrentes de questões de saúde, tais como: Pressão Alta, enxaqueca, crises alérgicas, cólicas menstruais, depressão ou dores na coluna, por exemplo.

Com a identificação do problema, é sugerido ao colaborador a fazer um exame médico preventivo, evitando uma possível licença médica, que tantos prejuízos causam a Empresa e ao Colaborador.
Solicite um Projeto Personalizado para sua Empresa

Ginástica Laboral

Atualmente muitas empresas de médio e grande porte, estão se adequando as leis no que diz respeito à integridade física do seu quadro funcional, através de uma equipe multidisciplinar composto pela maioria das vezes pelo Médico do Trabalho, Técnico e Engenheiro de Segurança do Trabalho, Terapeuta Holístico, Educadores Físicos e Fisioterapeutas, entre outros colaboradores, diretos e indiretos, para a implantação de um Programa ergonômico visando a prevenção da saúde física e emocional dos colaboradores da empresa.

A necessidade da prática de exercícios físicos no local de trabalho remonta a Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII). A partir desta época, o número de colaboradores com Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (L.E.R./D.O.R.T.) aumentou consideravelmente. O advento de novos processos de produção trouxe em seu bojo mudanças consideráveis no ambiente de trabalho.

Mais recentemente, a Era da Informática acentuou estas mudanças e catalisou suas conseqüências. Os “Tempos Modernos” impuseram uma nova rotina aos operários, que geralmente têm uma vida sedentária, passando muitas horas na mesma posição e quase sempre repetindo movimentos milhares de vezes por dia.

Estatísticas atuais apontam que cerca de quatro milhões de brasileiros são submetidos a tratamento em razão de dores provocadas pela postura incorreta no trabalho e pela pressão diária de situações competitivas. Surgiu então a necessidade da criação de atividades que atuem direta e especificamente na prevenção de doenças nos sistemas muscular e nervoso dos trabalhadores. A crescente preocupação das empresas com a saúde e desempenho de seus funcionários faz da GINÁSTICA LABORAL uma ótima opção terapêutica para diminuir o número de afastamentos ao trabalho.

COMO TUDO COMEÇOU

Os primeiros registros da prática de GINÁSTICA LABORAL são de 1925. Neste ano, na Polônia, operários se exercitavam com uma pausa adaptada a cada ocupação particular. Alguns anos depois esta GINÁSTICA foi introduzida na Holanda e na Rússia. No início da década de 60, ela começou a ser praticada na Alemanha, Suécia, Bélgica e Japão. Os Estados Unidos adotaram a GINÁSTICA LABORAL em 1968. Os norte-americanos criaram a International Management Review, uma das mais significativas avaliações sobre a saúde do trabalhador pelo exercício físico. Ainda nesta época, a NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, envolveu 259 voluntários numa pesquisa, que obteve resultados significativos.

No Brasil, as primeiras manifestações de atividades físicas entre colaboradores foram registradas em 1901, mas a GINÁSTICA LABORAL teve sua proposta inicial publicada em 1973. Algumas empresas começaram a investir em empreendimentos com opções de lazer e esporte para os seus colaboradores, como a Fábrica de Tecido Bangu, a pioneira e o Banco do Brasil, com a posterior criação da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB).

COMO FUNCIONA A GINÁSTICA LABORAL

A GINÁSTICA LABORAL é praticada com intervalos de cinco a dez minutos diários. O seu objetivo é proporcionar ao colaboradores uma melhor utilização de sua capacidade funcional através de exercícios de alongamento, de prevenção de lesões ocupacionais e dinâmicas de recreação. O programa de atividades deve ser desenvolvido após uma avaliação criteriosa do ambiente de trabalho e de cada colaboradores em particular, respeitando a realidade da empresa e as condições disponíveis.

A prática de GINÁSTICA LABORAL combate e previne as L.E.R./D.O.R.T. Ela é uma arma contra o sedentarismo, estresse, depressão e ansiedade. Também melhora a flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e resistência, promovendo uma maior mobilidade e postura. Além disto, reduz a sensação de fadiga no final da jornada, contribuindo para uma melhor qualidade de vida do trabalhador.

Outro resultado importante da GINÁSTICA LABORAL é favorecer o relacionamento social e o trabalho em equipe, desenvolvendo a consciência corporal, pois as esferas psicológica e social são beneficiadas.

BLITZ DA POSTURA e Massagem Laboral, desenvolvida no próprio local de trabalho. Prevenção e otimização de tempo.
A GINÁSTICA LABORAL é responsável pela redução de despesas por afastamento médico, acidentes e lesões, melhorando a imagem da instituição perante os colaboradores e a sociedade, além de aumentar a produtividade e qualidade.

Os programas de GINÁSTICA LABORAL são elaborados de acordo com as características e necessidades de cada empresa, destacando-se como fatores determinantes.

TIPOS DE GINÁSTICA LABORAL

Existem dois tipos de GINÁSTICA LABORAL: a Preparatória e a Compensatória.

  1. A Ginástica Preparatória é realizada antes ou logo nas primeiras horas do início do trabalho. Na maioria das vezes não é possível implantar em todos os setores antes de iniciar a jornada, mas logo no seu início e isso não descaracteriza como preparatória. Ela é constituída de aquecimentos e ou alongamentos específicos para determinadas estruturas exigidas. O objetivo é aumentar a circulação sanguínea, lubrificar e aumentar a viscosidade das articulações e tendões.
    Geralmente tem duração de 5 a 10 minutos.
  2. A Ginástica Compensatória é realizada no meio da jornada de trabalho, como uma pausa ativa para executar exercícios específicos de compensação.
    Praticada junto às máquinas, mesas do escritório e eventualmente no refeitório ou em espaço livre, utilizando exercícios de descontração muscular e relaxamento, visando diminuir a fadiga e prevenir as enfermidades profissionais crônicas.
CUSTO BENEFÍCIO
  1. BENEFÍCIOS PARA O COLABORADOR: A prática de GINÁSTICA LABORAL combate e previne as L.E.R./D.O.R.T. Ela é uma arma contra o sedentarismo, estresse, depressão e ansiedade. Também melhora a flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e resistência, promovendo uma maior mobilidade e postura. Além disto, reduz a sensação de fadiga no final da jornada, contribuindo para uma melhor qualidade de vida do trabalhador. Outro resultado importante da GINÁSTICA LABORAL é favorecer o relacionamento social e o trabalho em equipe, desenvolvendo a consciência corporal, pois as esferas psicológica e social são beneficiadas.
  2. BENEFÍCIOS PARA EMPRESA: A GINÁSTICA LABORAL é responsável pela redução de despesas por afastamento médico, acidentes e lesões, melhorando a imagem da instituição perante os colaboradoes e a sociedade, além de aumentar a produtividade e qualidade.
COMO É ELABORADO O PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL

Os programas de GINÁSTICA LABORAL são elaborados de acordo com as características e necessidades de cada empresa, destacando-se como fatores determinantes os itens abaixo:

  1. PERFIL DA EMPRESA E RAMO DE ATIVIDADE: É fundamental, para elaboração inicial do programa, conhecer a cultura da Empresa e a peculiaridade de sua rotina diária.
  2. INSERÇÕES ADAPTADAS AOS HORÁRIOS/TURNOS DA EMPRESA
  3. ÁREAS DE RISCO: Os Profissionais de nossa Equipe devem conhecer previamente os setores da empresa, preparando-se adequadamente para respeitar suas normas de segurança, assim como os riscos ambientais (químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) que podem estar relacionados a suas atividades.
  4. CAUSAS DE AFASTAMENTO: Os Profissionais de nossa Equipe devem planejar parte do programa de GINÁSTICA LABORAL a partir de uma análise das atividades desenvolvidas em cada setor da empresa, e de acordo com as principais causas de afastamentos, queixas mais freqüentes ou outro objetivo relacionado à qualidade de vida, pois algumas empresas implantam o programa dentro de um conjunto de ações motivacionais e não especificamente relacionado à prevenção de lesões.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

A PRÁTICA PERIGOSA DOS MULTIPLICADORES

Chamamos a atenção para os programas com multiplicadores nas empresas. Nestes programas, a empresa contrata um Profissional, que logo dá o seu espaço para um dos colaboradores da empresa, chamado de “multiplicador”.

A atividade física seja em órgão público ou particular, deve sempre contar com a presença de um Profissional devidamente qualificado. Assim, os programas que contam com “multiplicadores” de prática de atividade física são ilegais e podem trazer graves conseqüências à saúde dos colaboradores e ao empresário.

Algumas vezes, para fugir da contratação de um Profissional Qualificado, o empresário improvisa um “multiplicador” para liderar a atividade física em sua empresa. Além dos riscos à saúde dos colaboradores, este tipo de programa pode trazer sérias conseqüências na área trabalhista. Um “multiplicador” demitido da empresa onde trabalha pode requerer, na Justiça, direitos referentes ao acúmulo de funções. Esta é uma daquelas situações em que o barato sai caro.

Os profissionais de GINÁSTICA LABORAL que trabalham na nossa Equipe são filiados ao CREF2 ou ao CREFITO.

FONTE:
http://www.confef.org.br/RevistasWeb/n13/02_GINASTICA_LABORA.pdf


Solicite a visita de nosso Consultor e Surpreenda-se

e-mail: Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

COMPETÊNCIAS DOS NOSSOS PROFISSIONAIS Nossos Terapeutas Corporais são treinados e capacitados através dos PROGRAMAS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL de nossa empresa, já que, além de sermos uma empresa prestadora de serviços na área de Terapias Holísticas, somos, também, uma Escola de Qualificação Profissional, onde oferecemos Cursos Livres nas diversas Terapias Holísticas que existem no mercado.

Visite nosso site www.cecth.com.br

Propostas


PROPOSTAS

Solicite um Orçamento personalizado

GRUPO CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas


SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS EM QUALIDADE DE VIDA, SAÚDE E BEM ESTAR

Atualmente muitas empresas de médio e grande porte, estão se adequando as leis no que diz respeito à integridade física do seu quadro funcional, através de uma equipe multidisciplinar composto pela maioria das vezes pelo Médico do Trabalho, Técnico e Engenheiro de Segurança do Trabalho, Terapeuta Holístico, Educadores Físicos e Fisioterapeutas, entre outros colaboradores, diretos e indiretos, para a implantação de um Programa ergonômico visando a prevenção da saúde física e emocional dos colaboradores da empresa. 

METODOLOGIA:

  • Implantação: elaboração do planejamento geral do Programa de Qualidade de Vida em parceria com o departamento médico e RH da empresa. Palestra sobre o programa a ser implantado;
  • Manutenção: aulas de Ginástica Laboral, Atendimentos de Shiatsu e orientação postural e relatórios mensais online;
  • Acompanhamento estatístico: avaliação do trabalho através de questionários (perguntas abertas e fechadas) para mensurar os resultados obtidos e os procedimentos técnicos utilizados

O CECTH têm prestado serviços de QUALIDADE DE VIDA em eventos, congressos, empresas, spas, etc, com a proposta de, em qualquer situação social, proporcionar um momento para a autoconsciência corporal e interior das pessoas, um melhor desempenho físico e mental e à melhoria da qualidade de vida. Será um grande prazer ajudar a encontrar uma boa solução para sua empresa. Conheça um pouco mais sobre nossa instituição e entre no fascinante mundo das terapias complementares

Saiba mais


O CECTH tem prestado serviços de QUALIDADE DE VIDA em eventos, congressos, empresas, spas, etc, com a proposta de, em qualquer situação social, proporcionar um momento para a autoconsciência corporal e interior das pessoas, um melhor desempenho físico e mental e à melhoria da qualidade de vida.

Será um grande prazer ajudar a encontrar uma boa solução para sua empresa.

Aguardamos a realização de quaisquer projetos, que com certeza promoverá o bem estar físico e mental dos seus colaboradores.

“QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS”

Aumente sua Produtividade!!!

Solicite nossos projetos através do e-mail Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo  

Será um grande prazer ajudar a encontrar uma boa solução para sua empresa.
Aguardamos a realização deste projeto, que com certeza estará promovendo o bem estar físico e mental dos seus colaboradores.

MUITA SAÚDE, PAZ e PROSPERIDADE

Um abraço fraterno,
RODOLFO CORREA LIMA
CURRÍCULO

Veja abaixo alguns de nossos Projetos:

EMPRESAS

EVENTOS


Para quaisquer datas, colocamo-nos a disposição para elaborar programas específicos com Palestras e/ou atendimentos de Terapias Corporais nos períodos de SIPAT ou SEMANA DE SAÚDE.

Poderemos montar ambientes especiais para massagem antiestresse, proporcionar a GINÁSTICA LABORAL ou a BLITZ ERGONÔMICA e distribuir, de forma estratégica, cadeiras de QUICK MASSAGE nas dependências da sua empresa, assim como atuar com Técnicas de relaxamento nos intervalos e Coffee Breaks de Congressos, Convenções, Seminários, Atividades de Treinamento, Lançamentos de Produtos, Campanhas de Incentivo, Feiras de Negócios, e muito mais.

Lembramos que o CECTH - Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas tem uma programação de Cursos Livres na área de Terapias Holísticas onde prepara os futuros profissionais que irão atuar em nossos projetos de Qualidade de Vida das Empresas. Contamos com uma equipe multidisciplinar com cerca de Vários profissionais, entre acupunturistas, massoterapeutas, shiatsuterapeutas, quiropatas, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, esteticistas, professores de educação física, yoga, dança do ventre e tai-chi-chuan.

Estamos aptos para atuar em diversos eventos simultaneamente, já que, estamos equipados com dezenas de Macas Portáteis e Cadeiras Ergonômicas.

Através de convênios, oferecemos descontos especiais nos atendimentos de Acupuntura, Quiroprática, Shiatsu, Massagem Sueca, Reiki, Florais, Auriculoterapia, Ventosaterapia, Moxabustão, Estética corporal/facial e Podologia.


Conheça nossos projetos e nossos Programas de Qualidade de Vida!

Envie um e-mail para Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

Cecth