Profissional ajuda a identificar pontos de DO-IN

Imprimir Por Administrador 11/07/2009

Profissional ajuda a identificar pontos de DO-IN

Quarta, 20 de maio de 2009, 09h49

FONTE: acesse o link

Profissional ajuda a identificar pontos corretos do do-in

Patricia Zwipp

Parte inferior do formul√°rio
As formas de garantir que os pontos exatos sejam estimulados s√£o pesquisar em publica√ß√Ķes espec√≠ficas ou buscar o aux√≠lio de um profissional, tanto para aprend√™-los como para receber a massagem em vez de faz√™-la. "A id√©ia √© fazer com suas pr√≥prias m√£os. N√£o √© apenas auto-ajuda, mas tamb√©m um aux√≠lio familiar e comunit√°rio. Tem pontos nas costas, por exemplo, que a pessoa n√£o consegue alcan√ßar sozinha. H√° o do-in para crian√ßas, com pontos pedi√°tricos espec√≠ficos, e o beb√™ nunca vai fazer nele mesmo".

O terapeuta holístico Rodolfo Correa Lima, presidente do Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas, dá a dica de reservar um tempo no fim do dia, nem que seja apenas 10 minutos, para aliar a massagem à técnica do escalda-pés. Se não conhece bem os pontos, que tal explorar o corpo todo? "Coloque água morna e bolas de gude em uma bacia e, em seguida, mergulhe os pés e os movimente. Em seguida, massageie todo o corpo, reforçando nos locais onde sente dor. Se está estressado, puxe o cabelo suavemente, o que melhora a circulação sanguínea, linfática e energética."
Vale ressaltar que o m√©todo n√£o dispensa o acompanhamento m√©dico em caso de problemas de sa√ļde e n√£o deve ser feito ap√≥s a pr√°tica de atividade f√≠sica, j√° que o corpo precisa se recuperar; nem depois das refei√ß√Ķes, pois pode provocar enj√īos.

Do-in estético ajuda a amenizar marcas de expressão

As mulheres costumam recorrer às alternativas mais variadas para melhorar a aparência, o que pode pesar no bolso. E poucas sabem que há uma opção gratuita, literalmente ao alcance de suas mãos, que promete amenizar as linhas de expressão, tonificar a pele e ainda melhorar a sustentação: o do-in.

A t√©cnica milenar chinesa de automassagem - que tamb√©m pode ser feita por um profissional - √© mais conhecida como uma forma de prevenir ou auxiliar no tratamento de problemas de sa√ļde. Mas tamb√©m ajuda muito a ativar pontos do rosto que influenciam diretamente na est√©tica e na apar√™ncia.

Profissional ajuda a identificar pontos de DO-IN

O procedimento recebeu o nome no Japão e significa caminho de casa, ou seja, conhecer melhor o próprio corpo. Consiste em pressionar determinados pontos ligados aos órgãos por meio de 14 meridianos, linhas mapeadas que percorrem o corpo e por onde passa a chamada energia vital. "Por exemplo, os meridianos de circulação e digestão, quando massageados, melhoram a capacidade de circulação do sangue e estimulam a pele".

De acordo com Carvalho, basta fazer movimentos circulares com os polegares em pontos localizados em volta dos olhos para melhorar o aspecto das p√°lpebras, muitas vezes ca√≠das. Estimular regi√Ķes da testa e pr√≥ximas ao nariz ou √† boca √© a solu√ß√£o para diminuir as marcas do tempo. Massagear a bochecha melhora a sua sustenta√ß√£o e, embaixo do queixo, previne a famosa papada.

E o melhor √© que a automassagem pode ser feita em qualquer lugar e em qualquer hora. Por exemplo, quando o tr√Ęnsito est√° parado ou quando est√° assistindo √† TV. Tanto homens quanto mulheres podem fazer. Vale ressaltar que o m√©todo n√£o dispensa o acompanhamento m√©dico em caso de problemas de sa√ļde e n√£o deve ser feito ap√≥s a pr√°tica de atividade f√≠sica, j√° que o corpo precisa se recuperar; nem depois das refei√ß√Ķes, pois pode provocar enj√īos. "Gr√°vidas n√£o devem fazer do-in, porque h√° pontos abortivos", alerta o terapeuta.

Sa√ļde

Mas além dos efeitos estéticos, o ato de pressionar locais específicos de todo o corpo, base do do-in, também promete aliviar dores de cabeça, gastrite, retenção de líquido, má circulação, hipertensão, dores na coluna, artrite, entre outros. Pode ser um aliado para regular a menstruação e controlar a indesejada tensão pré-menstrual. E não é difícil imaginar que com o corpo equilibrado, a beleza também fica em dia, uma vez que é capaz de eliminar tais problemas.

Juracy Can√ßado se aprofundou na t√©cnica justamente por ter conseguido afastar o mal-estar que o incomodava. "Conheci o do-in quando morava nos Estados Unidos, entre 1968 e 1972, √©poca em que come√ßava o movimento de sa√ļde alternativa por l√°. N√£o estava bem e sentia dores por todo o corpo, mas os m√©dicos diziam que eu n√£o tinha nada. Aprendi os pontos com certa desconfian√ßa e eles passaram a me ajudar. O problema passou. Em 1973, decidi trazer ao Brasil informa√ß√Ķes sobre a t√©cnica e traduzi uma revista americana sobre ela." Ele tamb√©m √© autor dos dois volumes de Do-In: Livro dos Primeiros Socorros (R$ 22 cada) e de Do-In para Crian√ßas (R$ 49), todos da editora Ground.

Meridianos

A t√©cnica aponta a exist√™ncia de 12 meridianos, ligados a √≥rg√£os espec√≠ficos, com pontos espalhados por eles e divididos em cinco grupos. "O de pulm√£o e o do intestino grosso s√£o do elemento mental; ba√ßo e est√īmago, terra; cora√ß√£o e intestino delgado, fogo; rim e bexiga, √°gua; triploaquecedor (√≥rg√£o n√£o descrito, que tem fun√ß√£o de controlar a temperatura do corpo), circula√ß√£o e sexo, fogo; f√≠gado e ves√≠cula biliar, madeira", lista Carvalho.

O profissional lembra que h√° ainda outros dois, o Vaso da Concep√ß√£o e o Vaso Governador, que passam pela frente e por tr√°s do corpo, respectivamente, e completam os 14 meridianos trabalhados pelo do-in. "O primeiro trabalha as emo√ß√Ķes, enquanto o outro √© respons√°vel pelo sistema nervoso."

O excesso ou falta da energia que circula por qualquer um deles pode trazer desarmonia √† sa√ļde. O ac√ļmulo deixa o √≥rg√£o correspondente hiperativo e a situa√ß√£o contr√°ria acarreta sua hipoatividade.

At√© mesmo o humor sofre influ√™ncias do fluxo. Quando equilibrado, a pessoa sente as sensa√ß√Ķes positivas correspondentes aos meridianos. Se apresenta problemas, o lado negativo aflora. Os meridianos de fogo s√£o respons√°veis pela alegria e ansiedade; de metal, felicidade e tristeza; de terra, tranq√ľilidade, preocupa√ß√£o e obsess√£o; de √°gua, coragem e medo; e de madeira, raiva e perd√£o, segundo Carvalho. "O excesso de energia exterioriza o sentimento negativo e, a falta, interioriza e faz com que a pessoa guarde sem extravasar", completa Carvalho. Tais fluxos energ√©ticos acabam se revelando na pr√≥pria apar√™ncia. Afinal, quem nunca ouviu falar nas tais rugas de preocupa√ß√£o?

Dor

√Č poss√≠vel identificar como est√° a circula√ß√£o da energia por meio da massagem. "Se est√° em excesso, sente dor aguda ao apalpar o ponto. Quando o local est√° fl√°cido e afunda, sem dor ao ser pressionado, √© que h√° falta", esclarece o terapeuta da Reabilita Terapias Naturais.

A defici√™ncia √© tratada por toques que tonificam o ponto e, o excesso, por seda√ß√£o. Para sedar, fa√ßa press√£o profunda e a mantenha por cerca de tr√™s a cinco minutos, recomenda Carvalho. A tonifica√ß√£o √© feita com press√Ķes r√°pidas e seguidas, de um a tr√™s minutos.

Quem está com o fluxo em ordem tem toques do do-in como aliados na prevenção. "Nesse caso, a pressão leve é circular, no sentido horário", ensina o terapeuta.

Especial para Terra