Tratamento Florais de Minas

Imprimir Por Administrador 03/12/2007

MENSAGEM PARA 2017

Prezado (a) Amigo (a), como vai?
Chamo-me RODOLFO CORREA LIMA e sou Presidente do CECTH ‚Äď Centro de Estudos do Corpo e Terapias Hol√≠sticas S/C Ltda.
Faço um convite para que venha conhecer nossa empresa.




Saiba mais, clique no link


INTRODUÇÃO

Florais de MinasNo início deste século, um homem muito especial chamado Edward Bach desenvolveu um método de utilização das energias das flores. O seu desejo, que foi plenamente alcançado, era desenvolver um método simples e natural de cura. Hoje em dia a Terapia Floral é uma das terapias mais conhecidas e utilizadas em todo o mundo. Tem sido utilizada com ótimos resultados na melhora de desequilíbrios energéticos do organismo, para ajudar-nos a alcançar o bem estar, para o desenvolvimento pessoal e profissional e para ajudar no processo de evolução da alma.

Um m√©todo como este, de terapia vibracional, deve ser entendido dentro de uma perspectiva mais ampla. Devemos nos lembrar que desde que, no in√≠cio do s√©culo XX, Einstein prop√īs sua c√©lebre equa√ß√£o E = mc¬≤ a humanidade tomou consci√™ncia de que a mat√©ria √© uma das formas da energia se manifestar. Podemos dizer que a mat√©ria √© energia "cristalizada", ou seja, organizada e integrada de tal modo que ela adquire v√°rios graus de densidades. A mat√©ria √© mais ou menos densa de acordo com a freq√ľ√™ncia de vibra√ß√£o da energia. Quanto mais baixa for a freq√ľ√™ncia da vibra√ß√£o mais densa ser√° a mat√©ria e mais acostumados estar√£o nossos cinco sentidos em lidar com ela. Quando a freq√ľ√™ncia de vibra√ß√£o da energia √© mais elevada a mat√©ria ser√° mais sutil e mais dif√≠cil ser√° de ser percebida pelos cinco sentidos. Todos os seres vivos s√£o compostos de energias nos mais variados graus de densifica√ß√£o.

Agora sabemos que o ser humano possui uma dimensão mais sutil do que a matéria densa que conhecemos. O que Edward Bach descobriu foi uma forma de influenciarmos positivamente o ser humano a partir de sua dimensão mais sutil. Ou seja, ele descobriu que a energia de algumas flores podiam atuar sobre esta dimensão sutil e ajudar o ser humano a superar muitas dificuldades.

Ao tomar as essências florais a pessoa estará tomando uma dose de energia sutil que irá interagir com as suas próprias energias. Nesta interação de caráter sutil é que encontramos o poder curativo das essências. Observe este exemplo:

  • um cliente relata que n√£o consegue ter uma conviv√™ncia mais pr√≥xima com seus colegas de trabalho. Isto gera sofrimento, pois ele se sente solit√°rio e angustiado com esta situa√ß√£o. A origem do problema est√° no fato dele n√£o ter soltura e coragem o suficiente para se relacionar com os outros de forma aberta e satisfat√≥ria. Esta forma de ser do cliente (t√≠mido e retra√≠do) est√° em harmonia com seus sentimentos (medo e inseguran√ßa) e corresponde √† um padr√£o vibrat√≥rio espec√≠fico. (Isto √©, no n√≠vel sutil este cliente possui uma vibra√ß√£o que tamb√©m est√° em harmonia com sua forma de ser e o seu sentimento). Se conseguirmos mudar este padr√£o vibrat√≥rio poderemos ajudar esta pessoa a mudar sua forma de ser e sentir. Este cliente tomou a ess√™ncia floral Viola (Florais de Minas), pois √© esta a ess√™ncia que promove uma mudan√ßa no padr√£o vibracional da pessoa no sentido de ajud√°-lo a se abrir nas situa√ß√Ķes grupais. Com a mudan√ßa no seu padr√£o vibrat√≥rio sutil foi mais f√°cil para este cliente mudar seu comportamento e aprender a se envolver com o grupo e com as pessoas com mais coragem e confian√ßa.

Cada flor possui um padr√£o vibrat√≥rio diferente. O padr√£o de algumas flores s√£o especialmente √ļteis para nos auxiliar. Vejamos algumas flores e o aux√≠lio que elas prestam:

  1. Impatiens (Florais de Bach) - auxilia as pessoas impacientes;
  2. Honeysuckle (Florais de Bach) - auxilia as pessoas que est√£o presas a fatos que aconteceram no passado, vivendo-os com saudade, saudosismo ou pesar;
  3. Olive (Florais de Bach) - auxilia os que se sentem exauridos física e psiquicamente;
  4. Pine (Florais de Bach) - ajuda as pessoas que se sentem sempre culpadas e se autocensuram;
  5. Crowea (Florais da Austrália) - essência indicada para os que estão sempre preocupados com alguma coisa ou com a sensação de que algo pode dar ou estar errado;
  6. Kapok Bush (Florais da Austrália) - essência indicada para aqueles que, frente aos obstáculos da vida, tendem a desistir, desanimar e aceitar a derrota;
  7. Althaea (Florais de Minas) - auxilia os que se sentem rejeitados, humilhados ou abandonados;
  8. Ambrosia (Florais de Minas) - ajuda as pessoas que est√£o sempre temerosas e ansiosas com a id√©ia de que poder√° lhes faltar as condi√ß√Ķes b√°sicas de sobreviv√™ncia;
  9. Menzies Banksia (Living Essences) - para as pessoas que tem receio em tocar a vida para frente e passar por novas experiências devido à intensa dor que estão suportando.

Lembre-se que os florais não tratam diretamente o desequilíbrio energético do organismo e sim a pessoa como um todo. Aliás, o lema da terapia floral é: não trate a desequilíbrio energético e sim a pessoa.

Portanto, para saber qual a ess√™ncia recomendada para voc√™ superar o seu problema √© preciso saber qual a li√ß√£o de vida que voc√™ precisa aprender. Sabendo qual √© esta li√ß√£o podemos prescrever o floral que ir√° ajud√°-la a realizar este aprendizado. (Lembre-se: as ess√™ncias florais possuem padr√Ķes vibracionais que ir√£o atuar √† n√≠vel sutil e ajudar a pessoa a se transformar).

Para duas pessoas que tem o mesmo desequilíbrio energético é provável que os florais recomendados sejam diferentes, porque elas possuem personalidades e experiências de vida diferentes. Uma pessoa pode ficar estressada porque está constantemente com medo e com receio. Outra pessoa pode ficar estressada porque se desgasta com a necessidade interior de dominar e mandar em todos os que estão à sua volta. No primeiro caso a essência recomendada seria a Mimosa (Florais de Minas), no segundo caso seria Vine (Florais de Bach). A lição não aprendida (medo num caso e a necessidade de dominação em outro) são as causas verdadeiras da infelicidade ou do desequilíbrio energético e, por isto, são elas que devem ser tratadas.

Autor: Regis S. Mesquita de Oliveira
Artigo originalmente publicado no site da Terapia.net

INFORMA√á√ēES PR√ĀTICAS
  • Prepara√ß√£o da Solu√ß√£o de uso oral: Colocar pelo menos 2 gotas da solu√ß√£o-estoque (dispon√≠vel nos kits), de cada umas das ess√™ncias escolhidas, num frasco √Ęmbar de 30 ml, esterilizado e
    completar com √°gua mineral sem g√°s, contendo de 5 a 30% de conhaque de
    uvas. Agitar. Para preparação das fórmulas compostas, como os buquês, pode-se
    usar 4 gotas ao invés de 2 usuais. Em casos de maior emergência, pode-se
    empregar 4, 7, 14 ou 21 gotas de casa uma das essências da solução-estoque.
    As aplica√ß√Ķes sobre a pele s√£o tamb√©m indicadas.
  • Posologia padr√£o: 4 gotas sublinguais da solu√ß√£o de uso oral, 4 a 6 vezes ao dia. O tratamento
    m√≠nimo deve persistir por pelo menos 3 meses. Em situa√ß√Ķes de emerg√™ncias,
    pode-se empregar as 4 gotos sublinguais até de 10 em 10 minutos.
  • Apresenta√ß√£o: As solu√ß√Ķes-estoque est√£o dispon√≠veis em frascos conta-gotas, √Ęmbar,
    com 12 ml de capacidade.
  • Validade: A solu√ß√£o-estoque conserva-se intacta por prazo indeterminado.
    A solução de uso oral vale por 2 a 3 meses, dependendo dos cuidados na
    conservação. Em alguns casos, quando não se usa o conservante alcoólico
    (conhaque), pode se manter o frasco nos refrigeradores.
ESS√äNCIAS FLORAIS DE MINAS EM ORDEM ALFAB√ČTICA
  • AGAVE: Pessoas corajosas e fortes, que se esfor√ßam muito, mas no momento se sentem exauridos.
  • AGERATUM: Purifica√ß√£o; emo√ß√Ķes nos sonhos; limpeza espiritual.
  • ALELUIA: Falta de esperan√ßa na recupera√ß√£o; emerg√™ncia desesperadora.
  • ALTHAEA: Pessoas rejeitadas por grupos social ou familiar.
  • AMBROSIA: Descontrole nos h√°bitos alimentares; apreens√£o com uma poss√≠vel escassez de recursos vitais.
  • ANIL: Enfraquecimento intelecto-sensorial; aceita√ß√£o da velhice.
  • ARISTOLOQUIA: Culpa; medos de pecado e inferno; autopuni√ß√£o.
  • ARNICA CAMPESTRE: Choques; traumas, dissocia√ß√£o e inconsci√™ncia; necessidade de
    restauração etérica-física.
  • ARTEMISIA: Depurativo de largo espectro e emergencial; para a elimina√ß√£o r√°pida de
    toxinas físicas e psíquicas.
  • BASILICUM: Sobrecarregados pelas responsabilidades; desordens mentais.
  • BIPINATUS: P√Ęnico, medo extremo, dist√ļrbios noturnos; doen√ßas f√≠sicas.
  • BORRAGINE: Depress√£o cr√īnica , com sensa√ß√£o de opress√£o no peito.
  • BUQU√ä DE LACTENTES: F√≥rmula para harmoniza√ß√£o de lactentes.
  • BUQU√ä DE 5 FLORES: Emerg√™ncias ps√≠quicas e f√≠sicas; tens√£o; choque; p√Ęnico.
  • BUQU√ä DE 9 FLORES: Emerg√™ncias ps√≠quicas e f√≠sicas; situa√ß√Ķes graves.
  • CAL√äNDULA: Bloqueios de criatividade; oscila√ß√Ķes ps√≠quicas e agressividade.
  • CAMELLI: Desenvolve o amor incondicional; desconfian√ßa, vingan√ßa, ci√ļme, inveja e rancor.
  • CASSIA: Vergonha e autocondena√ß√£o por atitudes p√ļblicas e sociais.
  • CAULIFLORA: Desenvolve os conceitos de generosidade e solidariedade.
  • CHICORIUM: Pessoas possessivas, dominadoras e com car√™ncia afetiva.
  • DIANTHUS: Tortura interna; abafamento; preocupa√ß√£o; trauma; libera√ß√£o.
  • EMILIA: Pessoas que duvidam da pr√≥pria opini√£o e vivem de conselhos.
  • EUCALYPTUS: Oscila√ß√£o entre viver e querer morrer; dist√ļrbios respirat√≥rios.
  • FICUS: Humor inconstante; dificuldade de decis√£o; desequil√≠brio.
  • FOENICULUM: Cansa√ßo mental; dificuldade de digerir novos fatos.
  • F√ďRMULA DE APRENDIZADO: Concentra√ß√£o; assimila√ß√£o; s√≠ntese; conviv√™ncia.
  • F√ďRMULA DE EXAME: Autocontrole, concentra√ß√£o, tranq√ľilidade e clareza mental.
  • FORTIFICATA: Quando a car√™ncia afetiva prolongada traz exaust√£o.
  • FUCHSIA: Pessoas que escondem a tortura interna com um falso riso; ansiedade, obesidade, ins√īnia.
  • GUTTAGNELLO: Crian√ßas temerosas e inseguras,que podem ter problemas respirat√≥rios, bronquite, asma e sono agitado.
  • HELIANTHUS: Distor√ß√Ķes do ego; introvers√£o extrema; loquacidade.
  • HELIOTROPINUM: Escurid√£o total da alma; ang√ļstia extrema.
  • HIBISCUS: Dificuldade de fus√£o ps√≠quica com o parceiro.
  • ICARO: Desorienta√ß√£o; hipersensibilidade sensorial; √Ęnsia por progredir.
  • IGNEA: Equil√≠brio conte√ļdo/forma; comodidade externa; simplicidade interna.
  • IMPATIENS: Pessoas impacientes, irritadas e tensas.
  • IPOMEA: Vida desregrada; v√≠cios; drogas; bebidas; desintoxica√ß√£o.
  • JASMINUM: Ilus√£o, auto-imagem falsa; rejuvenescimento ps√≠quico.
  • LACRIMA: Estado meditativo e interiorizado, purifica√ß√£o espiritual.
  • LANTANA: Harmonia agrupamentos; equil√≠brio individual e coletivo.
  • LAV√āNDULA: Imaturidade ps√≠quica; inferioridade; autoconfian√ßa.
  • LILIUM: Conflitos masculino e feminino; sensualidade; morbidez.
  • LINUM: Rompimento de aura; traumas f√≠sicos-ps√≠quicos; prote√ß√£o.
  • LUCERIS: Mediunidade; astralismo; intui√ß√£o; vid√™ncia; dificuldade de vis√£o.
  • MADRESSILVA: Apegos; saudosismos, sentimentalismo exacerbado.
  • MALUS: Antibi√≥tico floral; pensamentos e sentimentos impuros; complexos.
  • MARGARITES: Intuitivo; s√≠ntese; informa√ß√Ķes, vis√£o globalizada.
  • MATRICARIA: pessoas nutritivas, esgotam-se com √Ęnsia de servir bem.
  • MILLEFOLIUM: Supersensibilidade; adaptabilidade; aceita√ß√£o, prote√ß√£o ps√≠quica e espiritual.
  • MIMOSA: Medo de coisas concretas; hipocondrismos, gagueira, timidez.
  • MIRABILIS: Cr√≠tico; intolerante; mau humor; cinismo; separa√ß√£o; racismo.
  • MOMORDICA: Rumina√ß√£o de pensamentos; clareza mental; preocupa√ß√£o.
  • MYOSOTIS: Revolta com perda de entes queridos; rejei√ß√£o de rec√©m-nascidos.
  • NICOCIANA: Aventureiro; impetuoso; conquista moral; agita√ß√£o infantil.
  • ORELLANA: O desamor j√° traz riscos de colapsos; debilidades card√≠acas.
  • ORIGANUM: Perdidos na vida; achar o pr√≥prio destino; sem motiva√ß√£o; t√©dio.
  • PASSIFLORA: Sonambulismo; enurese noturna; bruxismo; pesadelo; temor.
  • PASTORIS: Medo das inten√ß√Ķes alheias; isolamento; dificuldade de conviv√™ncia.
  • PHYLLANTHUS: Sistem√°ticos; perfeccionistas; met√≥dicos; cristaliza√ß√£o mental.
  • PINUS: Sentimentos de culpa; remorsos; excesso de arrependimentos, tristeza; autopuni√ß√£o.
  • PIPERITA: Dificuldade para assimilar impress√Ķes; lentid√£o ps√≠quica; falta de concentra√ß√£o.
  • PLANTAGO: Medo da vida; do riso; do entusiasmo e das surpresas.
  • PSIDIUM: Pensamentos irracionais; descontrole emocional ; autodestrui√ß√£o; suicidas.
  • ROSA CANINA: Apatia; resigna√ß√£o; anemia ps√≠quica/espiritual; cora√ß√£o "frio".
  • ROSMARINUS: Desatentos; sonhadoras; distra√≠dos e lun√°ticos; presen√ßa.
  • RUTA: Fraqueza de vontade; subservi√™ncia; falta de franqueza; cansa√ßo por servir.
  • SALVIA: Dificuldades de aprendizado; tend√™ncia a repetir os erros na vida.
  • SAMBUCUS: Medo; descontrole f√≠sico-ps√≠quico; tremores; tiques nervosos.
  • SEMPERVIVUM: Esgotamento f√≠sico e ps√≠quico; prostra√ß√£o; exaust√£o total .
  • SILENE: Fraca identidade pessoal; tend√™ncia a concordar com os outros; sinceridade; autenticidade.
  • SINAPIS: Depress√Ķes peri√≥dicas sem causa definida.
  • SONCHUS: Pessimistas e desanimados; depress√£o por causa definida.
  • TABEBUIA: Potencializar os recursos internos de autocura.
  • TAGETES: Situa√ß√Ķes emergenciais onde h√° fatos duros e irrevers√≠veis; choques emocionais
    notícias graves; mágoas.
  • TARAXACUM: Fanatismo; debilidade nos √≥rg√£os de percep√ß√£o.
  • THUMBERGIA: Pessoas dominadoras, autorit√°rias, arrogantes e inflex√≠veis.
  • TRIMERA: Medo de infort√ļnios com os entes queridos, apreens√£o.
  • TROPAEOLUM: Pessoas solit√°rias, independentes, √†s vezes orgulhosas.
  • VERBENACEA: Obcecados por Justi√ßa; fan√°ticos; super-anciosos.
  • VERNONIA: Insubordina√ß√£o; desobedi√™ncia; conflitos com autoridade.
  • VERVANO: Raiva; agressividade; justi√ßa com as pr√≥prias m√£os.
  • VIOLA: Fragilidade ps√≠quica; vontade de agir; timidez.
  • ZANTE: Ambig√ľidade sexual; rejei√ß√£o das partes sexuadas do corpo.
  • ZINNIA: Ressentidos; amargura; rancor; mau humor; culpa o outro.

OBSERVA√á√ēES
  • Dependendo do n√ļmero de interessados nos Cursos, o CECTH reserva-se ao direito de alterar datas, hor√°rios ou mesmo cancelar o programa;
  • Vagas limitadas ‚Äď Favor confirmar a inscri√ß√£o at√© uma semana antes do in√≠cio do curso pretendido;
  • Nossos cursos enquadram-se na categoria de CURSOS LIVRES, n√£o estando, pois, sob a tutela do MEC (Minist√©rio da Educa√ß√£o), n√£o sendo reconhecido por este, inexistindo tal obrigatoriedade nesta classifica√ß√£o;
  • Em poder de nosso certificado, o profissional poder√° montar seu pr√≥prio consult√≥rio, trabalhar em hospitais, cl√≠nicas, academias, fazer atendimentos a domic√≠lio, etc;
  • Pr√°tica supervisionada em nosso AMBULAT√ďRIO;
  • Possibilidade de participa√ß√£o nos projetos de "RESPONSABILIDADE SOCIAL" de nossa empresa;


GOSTAR√ćAMOS DE AGRADECER A TODOS NOSSOS AMIGOS A AUTORIZA√á√ÉO PARA EXPOSI√á√ÉO DE SUAS IMAGENS EM NOSSO SITE.


OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

Todas estas técnicas são alternativas,
para a melhoria de sua qualidade de vida,
não devendo substituir o tratamento médico.

Você é muito importante para nós!!!

AMBULAT√ďRIO - Visite nossos Ambientes de Aprendizagem

A bibliografia que utilizamos para desenvolver esta página é encontrada no link BIBLIOGRAFIA neste site.


DADOS PARA DEP√ďSITO BANC√ĀRIO

Após realizar o depósito, entrar em contato conosco através do telefone (21) 3155-7984 / 99628-6385
Fazemos um convite para que venha conhecer nossas instala√ß√Ķes antes de efetuar o dep√≥sito.

BANCOS PARA DEP√ďSITO EM CONTA CORRENTE

Favorecido: CECTH ‚Äď Centro de Estudos do Corpo e Terapias Hol√≠sticas S/C Ltda.

BANCO ITAU

Ag. 6104 CC: 78134-6

 

Aceitamos:

visa