Introdução a Drenagem Linfática

Imprimir Por Administrador 25/05/2010

MENSAGEM PARA 2017

Prezado (a) Amigo (a), como vai?
Chamo-me RODOLFO CORREA LIMA e sou Presidente do CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas S/C Ltda.
Faço um convite para que venha conhecer nossa empresa.




Saiba mais, clique no link


UNIDADE VILA ISABEL

CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas S/C Ltda.
Av. 28 de Setembro, 326 - Sobrado - Vila Isabel - Rio de Janeiro.
CURSOS: Tel: (21) 4107-7086 / 99208-8984 / 98696-8984
EMPRESAS: (21) 3155-7984 / 99628-6385
www.cecth.com.br 

De acordo com a CBO - Classificação Brasileira de Ocupações 3221

PROGRAMAÇAO PARA O ANO DE 2017
  • 10 de Dezembro 2017 - Domingo
ATRIBUIÇÕES DO CURSO
COORDENADOR
  • Profº RODOLFO CORREA LIMA – (Reg. Sec. Saúde RJ-7037/96)
    Fundador e Diretor do CECTH; Coach, Terapeuta de Alinhamento Energético; Estudioso do Xamanismo (seguindo os ensinamentos do Xamã Tony Paixão - irmão Cheyenne; Acupunturista; Massoterapeuta; Quiroprático; Coordenador de Programas de Qualidade de Vida de diversas empresas no Estado do Rio de Janeiro; Criador do método Dinâmica Estética para redução de gordura localizada e celulite; Foi coordenador/docente dos Programas Técnicos de Massagem – com ênfase em massagem terapêutica do SENAC RIO no período entre 1999 e 2004. Em julho de 2008 foi convidado pela FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para participar como especialista da ocupação de MASSOTERAPEUTA, na reunião de convalidação da família ocupacional 3221: acupunturistas, podólogos, quiropraxistas e afins da CBO - Classificação Brasileira de Ocupações – 2008, em que foram incluídas as ocupações de MASSOTERAPEUTA e TERAPEUTA HOLÍSTICO na família ocupacional nº 3221: Técnicos em Terapias Complementares.

Ao longo de sua trajetória profissional, (tanto no CECTH, como ministrando Cursos Livres em todo o Brasil), o Terapeuta Holístico Prof. RODOLFO CORREA LIMA aprimorou os métodos de Drenagem Linfática Manual adaptando-os de maneira simples e objetiva, aos atendimentos individuais, não sacrificando o usuário com posturas inadequadas e utilizando recursos simples e objetivos. Diante das inúmeras atividades e responsabilidades profissionais, atualmente, o Curso Livre de INTRODUÇÃO A DRENAGEM LINFÁTICA é um dos poucos Cursos que o Prof Rodolfo ministra no CECTH.
Não perca a oportunidade de conhecer o trabalho e o método desenvolvido por um dos profissionais mais respeitados na área de Terapias Holísticas do mercado brasileiro.
Para conhecer o CURRÍCULO do Prof. RODOLFO CORREA LIMA, acesse http://www.cecth.com.br/index.php? option=com_content&task=view&id=74&Itemid=75


HISTÓRICO

Sabe-se que desde a antiguidade os médicos possuíam noções sobre a linfa e os vasos linfáticos, sendo conhecidos desde as primeiras dissecações feitas por Hipócrates (450 a.C.) posteriormente Vesalius no século XVI.

No século XVII, porém, foi quealguns anatomistas descobriram e estudaram a linfa e os vasos linfáticos destacando-se entre eles o médico italiano Aselius que descreveu os vasos quilíferos de um cachorro (1622).

Em 1651, Pecquet observou o ducto linfático descrevendo a “Cisterna Chyli”, comprovando que o quilo não é drenado para o fígado e sim para um local determinado que mais tarde recebeu o nome de “Cisterna de Pecquet”. 

Em 1628, Gassend fez uma descrição de veias leitosas que ele observou no cadáver de um condenado a morte, porém a grande importância em estudos e funções da linfa são dadas ao anatomista dinamarquês Thomas Bartholin, que dedicou sua tese ao Rei Frederico III da Dinamarca, comparando em seu trabalho a circulação linfática ao fértil vale do rio Nilo. 

Estudos feitos entre 1652 e 1654, denominados Sistema Linfático, por Bartholin, serviram atualmente para o desenvolvimento e a descoberta da linfografia, que foi inicialmente praticada em animais por Funaok e vários estudiosos (1929), utilizando compostos hidrocarbonados de iodo. Mais tarde, esses métodos foram aperfeiçoados. 

O método de Drenagem Linfática Manual foi desenvolvido na Alemanha pelo casal dinamarquês Estrid e Emil Vodder, desde 1932. Dr. Vodder, formado em fisioterapia pela Universidade de Bruxelas, começou nos pacientes que se internavam para recuperar-se de infecções e resfriados crônicos, devido ao clima de seu país. O casal observou que a maioria dos pacientes apresentava os gânglios linfáticos do pescoço inchados. Naquela época, o sistema linfático era um tabu, mas assim mesmo eles resolveram estudar profundamente a drenagem linfática dos clientes, e só em 1936 divulgaram esse trabalho.

O casal Vodder fundou um instituto na França e depois em Kopenhagem, onde estudaram e ensinaram o método que foi desenvolvido por eles.

No campo médico-estético muitas foram às observações realizadas, o que resultaram positivamente nas diversas formas de utilização e que somente poderá trazer benefícios quando empregado de forma adequada.

O médico Dr. Johannes Asdonk no ano de 1963, analisou a drenagem linfática sob o ponto de vista médico e ficou entusiasmado. Outros médicos e cientistas interessaram-se pela Drenagem Linfática Manual.

  • O Prof. Dr Foeldi que estudou as vias linfáticas da cabeça e da nuca e suas interligações com o líquor cérebro-espinhal.
  • O Prof. Dr. Mislin examinou os mecanismos da motricidade dos capilares e dos vasos linfáticos.

A primeira oficialização pela medicina científica foi a Associação para Drenagem Linfática Manual que foi fundada em 1966. 10 anos depois, em 1976, esta passou a se chamar de Associação Alemã para Linfologia. O professor Collard de Bruxelas comprovou este método com trabalhos científicos e com filmes coloridos, mostrou a ação acelerada da drenagem linfática manual, após a aplicação de contraste no tecido intersticial.

Sra. Waldtraud Ritter Winter, esteticista (profissão desconhecida no Brasil há alguns anos atrás), que foi a precursora da Drenagem Linfática Manual no Brasil. Ela fez o curso ministrado pelo próprio casal Estrid e Emil Vodder na Alemanha em 1969, na Escola de Estética Lise Stiébre.

Logo que voltou ao Brasil, Sra. Waldtraud começou a colocar em prática seus novos conhecimentos numa sala de um prédio comercial no centro de Belo Horizonte, onde tratava suas clientes de estética, quando incluiu a drenagem em seus tratamentos, pôde notar que suas clientes relaxavam com mais facilidade, conseguindo também resultados bem significativos no tratamento de acne e revitalização.

No ano de 1977, a FEBECO trouxe ao Brasil o Prof. Leduc, da Universidade de Bruxelas, aluno do Dr. Vodder e colaborador do Prof. Dr. Collard de Bruxelas, que conseguiu demonstrar através de um filme, a ação acelerante radioscopia, após a aplicação de contraste numa perna humana destinada a amputação.


O QUE É DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL?

Embora há muitos anos esse assunto ocupe a atenção de muitos estudiosos, inúmeras são as controvérsias a respeito suscitadas, e esse método ainda está sendo aperfeiçoado, por meio de pesquisas que continuam a serem feitas. Mas, para quem utiliza a drenagem linfática, sabe o quão é eficaz para vários casos, principalmente no pré e pós-operatório de cirurgia plástica, a ponto dos cirurgiões constatarem, junto ao terapeuta, que se houver algumas sessões de drenagem linfática antes da cirurgia, o sangramento se faz menor e a cicatrização se faz mais rápida. 

Drenar quer dizer: “coletar líquido e transportar em tubos”. No vocabulário agrícola se conhece bem essa palavra, pois um terreno pantanoso deve ser drenado para que a água possa fluir e assim este terreno seja convertido em terra fértil. Quando falamos em Drenagem Linfática manual, coleta-se a água excedente do tecido intersticial (líquido intercelular) o qual é entregue aos vasos venosos e linfáticos para o transporte. Assim estaremos provocando uma contração dos esfíncteres pré-capilares e tonificando a musculatura lisa dos vasos sanguíneos. A pressão do tecido intersticial tem que ser maior no interior dos vasos capilares e só assim será possível drenar. Essa pressão tem que ser suave, pois muito forte pode acarretar uma compressão dos capilares.

Além da pressão adequada, a drenagem requer movimentos especiais. Estes movimentos são feitos com as pontas dos dedos que se colocam planos sobre a pele e movimenta-se em círculos sempre no mesmo lugar. Recomenda-se o tempo de 1 segundo para cada círculo, que devem ser repetidos 5 vezes no mesmo local. O movimento deve seguir a direção do fluxo linfático. O próximo movimento é a manipulação do bombeamento que se faz após ter drenado a linfa.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
  • História da Drenagem Linfática;
  • Importância da Ficha de Anamnese;
  • Indicações e contraindicações da DLM;
  • Efeitos Fisiológicos da massagem;
  • MANOBRAS BÁSICAS DE DLM – Uso correto das mãos;
  • DLM Facial;
  • DLM Membros superiores;
  • DLM Membros inferiores;
  • DLM pré e pós cirúrgico facial lifting;
  • DLM pré e pós-cirúrgica.
  • Falando sobre pós-imediato, pós-intermediário e pós tardio.
  • DLM pós-cirúrgico corporal;
  • Abdominoplastia;
  • Próteses;
  • Dermolipectomia das coxas;
  • DLM pós-cirúrgico mama;
  • Lipoaspiração;
  • Os aparelhos no pré e pós-cirúrgico;
  • Principais manobras da DLM segundo o método LEDUC;
  • Principais manobras da DLM segundo o método VODDER;

OBSERVAÇÃO: Este Conteúdo Programático poderá sofrer alterações, que por ventura, se tornarem necessárias.


OBSERVAÇÕES
  • Dependendo do número de interessados nos Cursos, o CECTH reserva-se ao direito de alterar datas, horários ou mesmo cancelar o programa;
  • Vagas limitadas – Favor confirmar a inscrição até uma semana antes do início do curso pretendido;
  • Nossos cursos enquadram-se na categoria de CURSOS LIVRES, não estando, pois, sob a tutela do MEC (Ministério da Educação), não sendo reconhecido por este, inexistindo tal obrigatoriedade nesta classificação;
  • Em poder de nosso certificado, o profissional poderá montar seu próprio consultório, trabalhar em hospitais, clínicas, academias, fazer atendimentos a domicílio, etc;
  • Prática supervisionada em nosso AMBULATÓRIO;
  • Possibilidade de participação nos projetos de "RESPONSABILIDADE SOCIAL" de nossa empresa;


GOSTARÍAMOS DE AGRADECER A TODOS NOSSOS AMIGOS A AUTORIZAÇÃO PARA EXPOSIÇÃO DE SUAS IMAGENS EM NOSSO SITE.


OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

Todas estas técnicas são alternativas,
para a melhoria de sua qualidade de vida,
não devendo substituir o tratamento médico.

Você é muito importante para nós!!!

AMBULATÓRIO - Visite nossos Ambientes de Aprendizagem

A bibliografia que utilizamos para desenvolver esta página é encontrada no link BIBLIOGRAFIA neste site.


DADOS PARA DEPÓSITO BANCÁRIO

Após realizar o depósito, entrar em contato conosco através do telefone (21) 3429-2215
Fazemos um convite para que venha conhecer nossas instalações antes de efetuar o depósito.

BANCOS PARA DEPÓSITO EM CONTA CORRENTE

Favorecido: CECTH – Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas S/C Ltda.

BANCO ITAU

Ag. 6104 CC: 78134-6

 

Aceitamos:

visa